Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Petróleo atinge melhor preço em dois anos em Nova York e Londres - Jornal Brasil em Folhas
Petróleo atinge melhor preço em dois anos em Nova York e Londres


O petróleo fechou esta sexta-feira (3) em alta, alcançando seu melhor preço em dois anos, num mercado animado pela redução da quantidade de poços ativos nos Estados Unidos.

O barril do light sweet crude (WTI) para entrega em dezembro ganhou 1,10 dólar, a 55,64 dólares, no New York Mercantile Exchange. Na semana, acumula alta de 3,22%.

No Intercontinental Exchange (ICE) de Londres, o barril do Brent do Mar do Norte para entrega em janeiro teve alta de 1,45 dólar, terminando em 62,07 dólares. Ele fecha a semana com alta total de 2,70%.

Os preços foram beneficiados na sessão desta sexta pelo anúncio de uma redução significativa do número de poços ativos nos Estados Unidos, um dado publicado pela empresa Baker Hughes. Eles caíram de 737 a 729, um sinal de que a produção americana pode diminuir a curto prazo.

É uma queda substancial, comentou James Williams da WTRG Economics. Apesar de a queda se referir principalmente a regiões que não são essenciais para o mercados, foi o bastante nesta sexta para acentuar a alta dos preços, acrescentou.

Os preços do petróleo já estavam em alta antes da publicação do indicador, estimulados pela mesma tendência que os fez subir há cerca de dois meses e que está alimentado pela contínua redução das reservas, especialmente nos Estados Unidos, e pela multiplicação de sinais favoráveis à extensão do acordo de limitação da produção da Opep, destacou Gene McGillian, da Tradition Energy.

A Organização de Países Exportadores de Petróleo se comprometeu com outros países produtores, como a Rússia, a restringir suas extrações para limitar a oferta da commodity no mercado mundial e tentar, assim, reorientar os preços. O acordo vigora até março de 2018.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Deslizamento em Niterói era difícil de prever, diz serviço geológico
 
 
Sessão do Escola sem Partido é suspensa sem leitura de projeto
 
 
Tesouro diz que 14 estados superam limite de gastos com pessoal
 
 
Eletrobras tem prejuízo de R$ 1,6 bilhão no terceiro trimestre
 
 
Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212