Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Petróleo atinge melhor preço em dois anos em Nova York e Londres - Jornal Brasil em Folhas
Petróleo atinge melhor preço em dois anos em Nova York e Londres


O petróleo fechou esta sexta-feira (3) em alta, alcançando seu melhor preço em dois anos, num mercado animado pela redução da quantidade de poços ativos nos Estados Unidos.

O barril do light sweet crude (WTI) para entrega em dezembro ganhou 1,10 dólar, a 55,64 dólares, no New York Mercantile Exchange. Na semana, acumula alta de 3,22%.

No Intercontinental Exchange (ICE) de Londres, o barril do Brent do Mar do Norte para entrega em janeiro teve alta de 1,45 dólar, terminando em 62,07 dólares. Ele fecha a semana com alta total de 2,70%.

Os preços foram beneficiados na sessão desta sexta pelo anúncio de uma redução significativa do número de poços ativos nos Estados Unidos, um dado publicado pela empresa Baker Hughes. Eles caíram de 737 a 729, um sinal de que a produção americana pode diminuir a curto prazo.

É uma queda substancial, comentou James Williams da WTRG Economics. Apesar de a queda se referir principalmente a regiões que não são essenciais para o mercados, foi o bastante nesta sexta para acentuar a alta dos preços, acrescentou.

Os preços do petróleo já estavam em alta antes da publicação do indicador, estimulados pela mesma tendência que os fez subir há cerca de dois meses e que está alimentado pela contínua redução das reservas, especialmente nos Estados Unidos, e pela multiplicação de sinais favoráveis à extensão do acordo de limitação da produção da Opep, destacou Gene McGillian, da Tradition Energy.

A Organização de Países Exportadores de Petróleo se comprometeu com outros países produtores, como a Rússia, a restringir suas extrações para limitar a oferta da commodity no mercado mundial e tentar, assim, reorientar os preços. O acordo vigora até março de 2018.

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212