Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Canadá sanciona funcionários de Venezuela, Rússia e Sudão do Sul por direitos humanos - Jornal Brasil em Folhas
Canadá sanciona funcionários de Venezuela, Rússia e Sudão do Sul por direitos humanos


O Canadá impôs sanções, nesta sexta (3), a 52 funcionários e militares de alto perfil do Sudão do Sul, da Rússia e da Venezuela por violações dos direitos humanos e por corrupção, no âmbito de uma lei que honra a memória do falecido advogado russo Serguei Magnitski.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e membros de seu governo enfrentam novas sanções, assim como 30 russos envolvidos em uma fraude fiscal de US$ 230 milhões descoberta por Magnitski em 2008.

A Venezuela reagiu ao anúncio do Canadá, denunciando uma vergonhosa subordinação aos Estados Unidos.

Triste papel o que o governo canadense passou a desempenhar: absoluta e vergonhosa subordinação ao governo Donald Trump, tuitou o ministro venezuelano das Relações Exteriores, Jorge Arreaza.

As medidas também atingem três funcionários do governo e militares do Sudão do Sul, acusados de se beneficiarem de atos de corrupção, ou de apoiarem ataques contra defensores dos direitos humanos.

A ministra canadense das Relações Exteriores, Chrystia Freeland, disse que a decisão envia uma clara mensagem de que o Canadá tomará medidas contra indivíduos que se beneficiem de atos significativos de corrupção, ou que estejam envolvidos em graves violações dos direitos humanos.

As sanções incluem o congelamento de bens dos indivíduos afetados no Canadá e declara as pessoas na lista inadmissíveis no país.

A Lei de Justiça para Vítimas de Funcionários Estrangeiros Corruptos foi aprovada em 18 de outubro.

Conhecida como Lei Magnitski, em homenagem ao advogado russo morto na prisão, após denunciar um escândalo financeiro na Rússia, também prevê sanções econômicas a funcionários russos suspeitos de estarem envolvidos em sua morte.

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212