Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Londres rejeita nova investigação sobre ataque químico na Síria - Jornal Brasil em Folhas
Londres rejeita nova investigação sobre ataque químico na Síria


A Grã-Bretanha rejeitou nesta sexta-feira a proposta da Rússia de impor condições para a prorrogação do painel dirigido pela ONU para identificar os responsáveis por um ataque com armas químicas na Síria.

Os Estados Unidos têm um projeto de resolução no Conselho de Segurança para prorrogar, por dois anos, o grupo de especialistas das Nações Unidas e da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), e acusam o governo sírio de estar por trás do ataque com gás sarin.

A Rússia, aliada de Damasco, propõe uma prorrogação de seis meses do grupo, cujo mandato vence no dia 16 de novembro, e o início de uma nova investigação.

O projeto de resolução russo é um estratagema cínico para desacreditar este grupo profissional, independente e imparcial, declarou o embaixador britânico Matthew Rycroft.

A Rússia tenta atirar no mensageiro para encobrir o seu terrível aliado.

A Grã-Bretanha pediu ao Conselho que renove o mandato atual do grupo, que já permitiu resultados rigorosos e conclusivos.

Ao menos 800 pessoas morreram após o ataque com gás sarin no dia 4 de abril de 2017 contra Khan Cheikhun, na província de Idlib, na ocasião controlada por rebeldes e jihadistas.

Em um relatório da ONU publicado no dia 26 de outubro, os especialistas se mostraram convencidos de que a República Árabe Síria foi responsável pelo uso de gás sarin no ataque, mas a Rússia o trabalho superficial e pouco profissional do grupo, argumentando principalmente que os investigadores sequer foram a Khan Cheikhun.

O Conselho de Segurança discutirá o relatório na próxima terça-feira.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212