Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Soldado americano acusado de deserção no Afeganistão evita prisão - Jornal Brasil em Folhas
Soldado americano acusado de deserção no Afeganistão evita prisão


Um juiz militar decidiu nesta sexta-feira (3) que o sargento americano Bowe Bergdahl, que abandonou seu posto no Afeganistão e foi capturado pelos insurgentes talibãs por cinco anos, não cumprirá pena de prisão.

O magistrado militar, o coronel Jeffery Nance, ordenou a baixa desonrosa de Bergdahl, de 31 anos, que foi rebaixado a soldado, e o pagamento de uma multa de US$ 10.000, segundo o Pentágono.

Bergdahl, julgado em Fort Bragg, Carolina do Norte, corria o risco de ser condenado à prisão perpétua depois de se declarar culpado das acusações de deserção e de colocar seus camaradas de armas em risco.

A decisão não agradou o presidente Donald Trump, que durante a última campanha eleitoral disse que Bergdahl deveria ser condenado à morte por ter abandonado seu posto em uma zona de guerra.

A decisão sobre o sargento Bergdahl é uma completa e total desonra para o nosso País e os nossos Militares, escreveu Trump em um tuíte enviado do avião presidencial Air Force One em sua viagem à Ásia.

Depois de conquistar a presidência, Trump garantiu que iria revisar o caso e chamou o sargento de um traidor sujo e podre.

Nance havia dito na semana passada que os repetidos comentários de Trump sobre o caso poderiam mitigar a sentença.

Bergdahl foi capturado pelos talibãs depois de ter abandonado sua posição perto da fronteira com o Paquistão em 30 de junho de 2009. Ele foi mantido refém durante cinco anos até que o governo americano concordou em trocá-lo por cinco talibãs detidos em Guantánamo.

O caso inflamou as divisões políticas sobre a guerra no Afeganistão: enquanto alguns consideram que Bergdahl foi vítima do conflito de 16 anos, outros o classificam como desertor, cuja ação provocou sérios ferimentos a camaradas de armas que saíram em missão para encontrá-lo.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212