Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Wall Street fecha com recordes positivos de Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq - Jornal Brasil em Folhas
Wall Street fecha com recordes positivos de Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq


Nova York, 3 nov (EFE).- Wall Street fechou nesta sexta-feira com novos recordes positivos nos três principais indicadores: o Dow Jones Industrial, o seletivo S&P 500 e o índice composto do mercado Nasdaq.

O principal indicador da Bolsa de Nova York subiu 0,10%, até 23.539,19 pontos. O S&P 500 progrediu 0,31%, para 2.587,84, enquanto o Nasdaq avançou 0,74%, até 6.764,44, os três em níveis nunca antes vistos.

Os operadores no pregão protagonizaram uma sessão volátil que começou com dúvidas por um relatório sobre o emprego nos Estados Unidos pior que o esperado. A animação veio mais tarde, com a divulgação dos resultados da Apple.

A gigante tecnológica obteve durante os primeiros minutos da jornada um novo patamar ao superar pela primeira vez na história os US$ 900 bilhões de valor de mercado devido ao entusiasmo despertado entre os investidores.

No mesmo dia em que começou a vender em 55 países o novo iPhone X, as ações da Apple fecharam o dia com uma forte alta do 2,61% no mercado Nasdaq. Agora, a avaliação da empresa na bolsa se situa em torno de US$ 891 bilhões.

Em segundo plano ficou o relatório oficial sobre o emprego nos Estados Unidos, onde a taxa de desemprego caiu 0,1% em outubro, para 4,1%, mas a economia criou menos postos de trabalho que os previstos.

Ao final do dia, os setores em Wall Street fecharam divididos entre as altas do tecnológico (0,91%) e do de saúde (0,79%) e as baixas do de matérias-primas (-0,32%) e do financeiro (-0,23%).

A Apple liderou os lucros no Dow Jones, com uma alta de 2,61%, seguida por Merck (1,28%), Nike (1,07%), Home Depot (1,05%), Wal-Mart (0,99%), General Electric (0,98%), UnitedHealth (0,83%), Cisco Systems (0.76%), American Express (0,47%) e Disney (0,35%).

As perdas foram lideradas pela Intel (-1,61%), seguida por IBM (-1,15%), Travelers (-1,05%), Goldman Sachs (-0,98%), Exxon Mobil (-0,42%), Boeing (-0,34%), United Technologies (-0,31%), Chevron (-0,28%), JPMorgan (-0,15%) e Verizon (-0,04%).

No final do pregão, a onça do ouro caía para US$ 1.270,70, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com vencimento em dez anos diminuía para 2,332%. EFE

 

Últimas Notícias

Marlúcio antecipa voto e diz que é contra reajuste da tarifa de ônibus
Revolta com Woody Allen cresce à medida que filha reafirma abuso
Ellen Pompeo assina mais duas temporadas de Greys Anatomy por US$ 20 mi ao ano
Brigitte Bardot critica atrizes que provocam para conseguir papel
Filha de Woody Allen reafirma ter sido abusada pelo cineasta em entrevista
Após acusações de filha de Woody Allen, Hollywood se afasta do diretor
Após 950 anos, França irá emprestar Tapeçaria de Bayeux ao Reino Unido
Veja como é o teste que Trump fez para detectar distúrbios cognitivos

MAIS NOTICIAS

 

Tantas pontuações já não significam nada, afirma premiado chef francês
 
 
Leonardo DiCaprio protagonizará filme de Tarantino sobre Charles Manson
 
 
DiCaprio vai estrelar filme de Tarantino sobre assassinatos de Charles Manson
 
 
Palestinos buscam dar uma resposta a Trump sobre Jerusalém
 
 
Países e organizações indignados com Trump por declarações racistas
 
 
Oliver Stone assina petição para que Lula possa disputar eleição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212