Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Atletas universitários jogam no Parque Olímpico até domingo - Jornal Brasil em Folhas
Atletas universitários jogam no Parque Olímpico até domingo


O Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, recebe até domingo (5) os Jogos Universitários, com a participação de 600 atletas de sete instituições de ensino da Região Sudeste. As competições, que ocorrem nas Arenas Carioca 1 e 2, são nas modalidades basquete, futsal, vôlei de quadra, handebol, futebol de campo, judô, jiu jitsu e tênis de mesa. A entrada é gratuita.

Organizado pela Autoridade de Governança do Legado Olímpico (Aglo) em parceria com a Agência JC2 Esportes, a competição começou ontem (2) e é uma forma de aproveitamento dos equipamentos. Segundo um dos organizadores do evento, Antony Bandeira, o fato de os jogos ocorrerem no Parque Olímpico mostra a importância que os jogos universitários têm para as faculdades e para o país. “Os atletas adoraram, o principal atrativo é o fato de os jogos serem realizados aqui. Está muito legal, está tudo correndo super bem”.

Estudante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Camila Sotomayor foi a autora do segundo gol do time de futebol e garantiu a vitória no primeiro jogo, realizado nessa quinta-feira (2), primeiro dia das competições. Ela se diz honrada em jogar na mesma arena que os atletas olímpicos.

“Muito bom participar dos jogos, sair com a vitória hoje, estar aqui com os amigos, essa torcida maravilhosa, queria parabenizar a Aglo por essa estrutura. É muito bom jogar aqui no Parque Olímpico, onde foi feita a Olimpíada.

Legado

Para outro integrante da organização, Lucas Romano, o uso das instalações olímpicas é uma forma de prestigiar e incentivar o esporte universitário. “Trazer esse evento para o Parque Olímpico é uma maneira de premiar esses estudantes, que são atletas sérios e que treinam em estruturas profissionais, com o apoio de fisioterapeutas e treinadores, em busca da elevação do nível esportivo”.

O presidente da Aglo, Paulo Márcio, destaca que os Jogos Universitários são uma oportunidade de descoberta de talentos para o esporte de alto rendimento. “Em competições desse porte e nível é que descobrimos os talentos. Depois dos Jogos Universitários, a ideia é trazer o mundial para ser realizado dentro do parque em 2018. Já estamos vendo isso com a Confederação Brasileira de Desporto Universitário”.

Entre os atletas descobertos em competições universitárias estão a jogadora da seleção brasileira de vôlei Juliana Perdigão e o jogador da seleção brasileira de handebol Renan Ribeiro. Para o ano que vem, a Aglo pretende ocupar o Parque Olímpico com eventos internacionais como a Liga Mundial de Vôlei, o Gand Prix de Vôlei e o Mundial de Ciclismo.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212