Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Cinco dos oito mortos no atentado em Nova York são argentinos - Jornal Brasil em Folhas
Cinco dos oito mortos no atentado em Nova York são argentinos


Cinco dos oito mortos no atentado terrorista ocorrido nessa terça-feira (31) no centro de Nova York são argentinos, informou o Ministério de Relações Exteriores da Argentina. Mais um argentino foi ferido e está internado, mas fora de perigo.

As vítimas eram parte de um grupo de dez ex-alunos da Escola Politécnica de Rosário – uma cidade a 300 quilômetros da capital, Buenos Aires. Eles tinham viajado aos Estados Unidos para comemorar os 30 anos de formatura e estavam passeando de bicicleta pelo bairro de Manhattan, quando foram atropelados.

O autor do atentado foi identificado como Sayfullo Saipov - um homem de 29 anos, nascido no Uzbequistão, que vive nos Estados Unidos desde 2010. Ele jogou uma caminhonete alugada contra pedestres e ciclistas, numa ciclovia movimentada no centro de Nova York. Só parou quando bateu em um ônibus escolar. Segundo testemunhas, ele desceu do veiculo gritando “Allahu Akbar” (Deus é grande, em árabe), antes de ser baleado pela polícia.

Os argentinos mortos foram identificados como Hernán Diego Mendoza, Diego Enrique Angelini, Alejandro Damián Pagnucco, Ariel Erlij y Hernán Ferruchi. Martín Ludovico continua no Presbiterian Hospital de Manhattan, mas está fora de perigo.

Susto

Cecilia Piedrabuena soube do atentado em Nova York por um telefonema do marido, Ariel Bienvenuto, que acabava de ver seus amigos serem atropelados por uma caminhonete. Ele estava junto com o grupo, mas não foi atingido. “Ele disse que ouviu um veículo acelerando e passando por cima de cinco amigos”, contou.

Segundo Cecilia, eles eram muito unidos e se reuniam mais de uma vez por ano. Dessa vez, marcaram o encontro em Nova York porque um deles vivia lá e o outro em Boston. A viagem foi organizada por Ariel Elrij, 48 anos, que era empresário e ajudou a pagar os custos.

“Queriam ir juntos ao Central Park e cruzar a ponte de Brooklyn – mas nunca chegaram”, contou Cecilia, em entrevista a uma emissora de rádio de Rosário. Eles iam pedalando, de dois em dois na ciclovia, conversando. O marido dela era o último da fila, do lado esquerdo, por isso se salvou do atropelamento. Pelos cálculos dele, a caminhonete estava a uma velocidade de 150 quilômetros por hora. “Todos os que iam do lado direito foram atropelados”, disse Cecilia. “Meu marido escapou por 20 centímetros”.

Outro membro do grupo, Martin Ludovico Marra, caiu da bicicleta e bateu com a cabeça. Ele foi internado no Presbitirian Hospital de Manhattan e está fora de perigo, segundo o Ministério das Relações Exteriores da Argentina. O presidente da Argentina, Mauricio Macri, condenou o atentado e disse que “no mundo hoje não há meio termo na luta contra o terrorismo” e que todos devem estar “comprometidos dos pés a cabeça” nessa luta.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212