Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Empresa chinesa investiga trabalho infantil em minas africanas de cobalto - Jornal Brasil em Folhas
Empresa chinesa investiga trabalho infantil em minas africanas de cobalto


Uma empresa chinesa de venda de metais anunciou nesta quinta-feira que está investigando se as minas congolesas que fornecem cobalto para o grupo, um elemento chave para fabricação de telefones celulares e automóveis elétricos, utilizam trabalho infantil.

A empresa Yantai Cash, com sede na província de Shandong, informou que abriu uma investigação sobre a rede de abastecimento a pedido da London Metal Exchange, a Bolsa de cotação dos preços de mercado.

A ONG Anistia Internacional (AI) publicou um relatório na semana passada em que acusa grandes empresas de tecnologia e veículos elétricos de não garantirem que os minerais utilizados na fabricação das baterias não contam com trabalho infantil.

De acordo com o texto, na República Democrática do Congo os investigadores observaram meninos de até sete anos trabalhando na busca de rochas ricas em cobalto.

A AI afirma que as empresas - que incluem Microsoft, Renault e o grupo tecnológico chinês Huawei - não realizaram nenhuma ação para saber se as baterias utilizadas em seus produtos estão ligadas ao desrespeito aos direitos humanos.

O jornal britânico Financial Times informou na quarta-feira que a London Metal Exchange está investigando se em seu mercado é negociado cobalto extraído por crianças.

O principal executivo da Yantai Cash, Liu Xiaohan, anunciou que a empresa está investigando a cadeia de abastecimento com a a ajuda da RCF Capacity Planners, uma empresa com sede em Miami que fornece serviços logísticos, e da câmara de comércio chinesa de importadores e exportadores de metais.

Lui afirmou que a empresa, que não foi citada no relatório da AI, não tem funcionários nem escritório na República Democrática do Congo e compra o metal nos portos chineses, não diretamente das minas.

O diretor se negou a divulgar as empresas que adquirem o cobalto da Yantai Cash.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212