Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Avatares virtuais para ajudar esquizofrênicos a combater suas vozes - Jornal Brasil em Folhas
Avatares virtuais para ajudar esquizofrênicos a combater suas vozes


Você não vale nada!, afirma um homem virtual na tela. Pode ir embora, por favor?, responde uma mulher sentada diante do computador.

Para ajudar os esquizofrênicos a combaterem as vozes que escutam, uma equipe de pesquisadores desenhou avatares digitais para personificá-las.

Em um primeiro momento tímida, a voz da paciente vai ganhando firmeza: Não te escutarei mais!. Este diálogo faz parte de um tratamento inovador criado por pesquisadores ingleses e cujos primeiros resultados foram publicados nesta sexta-feira na revista médica The Lancet Psychiatry.

No total, 75 pacientes seguiram esta terapia durante um ensaio de três meses, combinando-a com seus medicamentos.

Segundo os autores dos trabalhos, sete dos pacientes pararam completamente de ouvir as vozes, enquanto em outro grupo de 75 pessoas, que receberam conselhos médicos em vez da terapia baseada em avatares, apenas dois pacientes pararam de ouvir as vozes.

Cerca de dois terços dos esquizofrênicos escutam vozes imaginárias que, com frequência, os insultam ou ameaçam, segundo o autor principal do estudo, Tom Craig, do Kings College de Londres.

Na maioria dos casos, os medicamentos reduzem os sintomas, mas um quarto dos pacientes continua ouvindo essas vozes, aponta o estudo. É o que acontecia com as 150 pessoas que participaram do estudo, e que vivem com em média três ou quatro vozes.

Os avatares permitem materializar essas vozes ameaçadoras para que os pacientes as enfrentem e as dominem, destacam os autores do estudo.

Graças às indicações dos pacientes, foi possível recriar por computador o tom da voz que os atormenta e o rosto ao que a associam.

A continuação, os participantes se submetem a sessões de 50 minutos nas que enfrentam esse avatar, apresentado em um computador. Em outro quarto, com um microfone, um terapeuta os orienta e controla a voz e o comportamento do avatar.

O objetivo é que, no final da terapia, o paciente ganhe confiança e firmeza e que o avatar perca terreno.

Passamos de algo muito espantoso a algo que está sob o controle da pessoa, afirma Craig.

Especialistas independentes consideraram que esses trabalhos são promissores, mas observaram que serão necessário outros ensaios para confirmar sua eficácia e definir para qual tipo de paciente esta terapia é adequada.

A esquizofrenia afeta cerca de 20 milhões de pessoas no mundo todo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212