Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Luta contra tráfico de drogas na darknet exige mais meios - Jornal Brasil em Folhas
Luta contra tráfico de drogas na darknet exige mais meios


O tráfico de drogas na darknet representa uma ameaça crescente contra a qual a Europa deve mobilizar mais recursos e aumentar a cooperação entre os Estados - afirmou o comissário europeu Dimitris Avramopoulos, nesta terça-feira (28), em Lisboa.

É importante intensificar a cooperação entre os países-membros da União Europeia, defendeu Avramopoulos durante uma coletiva de imprensa na sede do Observatório Europeu das Drogas e Toxicodependência (OEDT).

Esta cooperação é importante para ter uma vantagem sobre os criminosos, ressaltou, pedindo também uma cooperação mais regular com países fora da União Europeia, como os Estados Unidos.

O funcionário da UE reagiu à publicação nesta terça-feira de um relatório do OEDT e do serviço europeu de polícia Europol, no qual estas duas agências pedem mais investimentos para aumentar suas capacidades na luta contra o tráfico de drogas na darknet.

O tráfico de drogas representa dois terços das trocas feitas na darknet, uma parte obscura da Internet que não é referenciada nos motores de busca.

De acordo com o relatório, o tráfico ilegal de drogas na web permanece modesto, quando comparado ao mercado em geral, mas está crescendo e tem considerável potencial de crescimento.

A darknet facilita a ocultação da identidade dos criminosos, constata o diretor da Europol, Rob Wainwright.

Além disso, o mercado na internet tem um alcance global, acrescentou Alexis Goosdeel, diretor do Observatório das Drogas na União Europeia, Turquia e Noruega, também membro do OEDT.

Em apenas alguns cliques, os compradores podem comprar facilmente qualquer tipo de droga, sejam drogas sintéticas, maconha, cocaína, heroína, ou uma série de novas substâncias (...), o que é uma ameaça para a saúde e a segurança dos cidadãos, ressaltou.

Os fornecedores europeus são responsáveis ​​por cerca de 46% das vendas de drogas na darknet, uma participação de mercado estimada em cerca de 80 milhões de euros para o período 2011-2015.

Como parte desse tráfego, Alemanha, Holanda e Reino Unido são os três principais países, tanto em termos de receitas quanto de quantidades, indicou Goosdeel.

Ao longo da última década, a darknet revolucionou o tráfico de drogas por meio de redes sólidas e capazes de se reorganizarem rapidamente, explicou o diretor da Europol.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212