Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Rússia cria comissão para investigar relatos de incidente nuclear - Jornal Brasil em Folhas
Rússia cria comissão para investigar relatos de incidente nuclear


Uma comissão científica russa vai investigar relatos de poluição radioativa quase 1.000 vezes acima dos níveis normais no sul dos Urais - informou a companhia nuclear estatal Rosatom nesta sexta-feira (24).

A medida chega apesar da negação da Rússia de que tenha ocorrido um acidente nuclear em suas instalações nucleares.

Cientistas nucleares criaram uma comissão para descobrir a origem do rutênio-106, afirmou a Rosatom em um comunicado, também divulgado pelo Instituto de Segurança Nuclear do país.

A comissão contará com representantes de organizações científicas russas e europeias, de acordo com o comunicado.

A Rosatom oferecerá toda a assistência necessária a esta comissão e informará o público sobre os resultados, completou.

Na segunda-feira, meteorologistas russos disseram que uma estação perto da instalação nuclear de Mayak, na região de Chelyabinsk, detectou uma poluição extremamente alta do isótopo de rutênio-106 durante testes no final de setembro.

O isótopo radioativo é criado dividindo-se átomos em um reator, e não ocorre naturalmente.

Rosatom comentou anteriormente que não houve incidentes nas instalações de infraestrutura nuclear da Rússia e que a concentração detectada representava uma ameaça pequena.

A agência de regulação de produtos agrícolas Rosselkhoznadzor negou hoje uma possível contaminação radioativa de terras na área.

Localizada no sul dos Urais, a instalação de Mayak disse que a contaminação não tem nada a ver com suas atividades.

A instalação, que reprocessa combustível nuclear, garantiu que não produz Ru-106 há anos.

Mayak foi o local de um dos maiores desastres nucleares da história, quando um contêiner com resíduos radioativos explodiu em 1957, provocando a evacuação de quase 13 mil pessoas da área.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro elogia Mandetta e Wagner Rosário, ministros anunciados hoje
Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212