Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Milhares de turistas deixam Bali após reabertura de aeroporto - Jornal Brasil em Folhas
Milhares de turistas deixam Bali após reabertura de aeroporto


A Líbia aceitou nesta quarta-feira a retirada de emergência dos migrantes vítimas de traficantes de pessoas, após um acordo entre dirigentes de nove países europeus e africanos, com a participação da ONU, da União Europeia e da União Africana, anunciou o presidente francês.

Esta decisão foi tomada durante uma reunião com a UE, a UA, a ONU, Alemanha, Itália, Espanha, Chade, Níger, Líbia, Marrocos e Congo, afirmou Macron à imprensa, à margem da cúpula Europa-África em Abidjan.

Depois do escândalo internacional gerado pela difusão de imagens de um mercado de escravos na Líbia, a imigração se tornou o tema central da cúpula.

Na reunião, solicitada pela França, os dirigentes decidiram uma ação de extrema urgência para evacuar da Líbia quem quiser ser evacuado, acrescentou.

A Líbia reiterou seu acordo para identificar os acampamentos onde foram cometidos atos bárbaros. O presidente Sarraj deu seu aval para que se garanta o acesso, informou.

Se decidiu por parte da UE, da UA e das Nações Unidas um apoio crescente à OIM (Organização Internacional de Migrações) para ajudar o retorno dos africanos que quiserem a seus países de origem.

A União Africana vai instaurar uma investigação, disse Macron. Segundo o presidente francês é indispensável reconstituir um Estado que seja perenne na Líbia.

- Promessas vazias -

Na abertura da cúpula, o presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, alertou os jovens para que não se lancem em uma aventura que coloque suas vidas em risco.

Na África, cerca de 60% da população tem menos de 25 anos, e centenas de milhares de jovens desesperados pelo desemprego, pela pobreza e pela ausência de perspectivas em seus países, apesar das invejáveis taxas de crescimento de alguns deles, tentam emigrar para a Europa anualmente.

Essa cúpula deve ser o ponto de partida de uma ação determinada contra esta tragédia da imigração e suas consequências, disse o presidente da Comissão da União Africana (UA), Moussa Faki.

A Anistia Internacional pediu aos dirigentes africanos que acordem.

Há anos que denunciamos como os migrantes na Líbia são vítimas de detenção arbitrária, de tortura, estupros e exploração, disse a organização.

A diretora para África da organização não governamental ONE, fundada pelo cantor Bono, pediu a dirigentes da UA e da UE que investam no desenvolvimento de longo prazo.

As promessas vazias não vão criar os 22 milhões de novos empregos que a África precisa a cada ano, disse.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212