Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 ANP: produção de petróleo cai em outubro, mas de gás natural sobe - Jornal Brasil em Folhas
ANP: produção de petróleo cai em outubro, mas de gás natural sobe


O país fechou o mês de outubro deste ano produzindo mais gás natural e menos petróleo nos campos nacionais, segundo o Boletim Mensal da Produção de Petróleo e Gás Natural, divulgado hoje (4) pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

De acordo com os dados, a produção total de petróleo e gás natural nos campos nacionais (petróleo equivalente) em outubro foi de aproximadamente 3,348 milhões de barris, inferior à produção de setembro (3,370 milhões).

Enquanto a produção de gás natural totalizou 115 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), registrando um crescimento de 5,6% em relação a outubro do ano passado e 0,5% sobre o mês de setembro; a de petróleo totalizou 2,627 milhões de barris, que equivale a uma queda de 0,9% em relação a setembro e estabilidade em relação ao mesmo período do ano passado (0,1%).

Pré-sal e queima de gás

O Boletim Mensal da ANP também constatou queda na produção do pré-sal em outubro, em relação a setembro. Segundo a agência reguladora, a produção de óleo equivalente (petróleo e gás natural) totalizou aproximadamente 1,628 milhão de barris por dia, uma redução de 2,9% em relação ao mês anterior.

Isoladamente, o pré-sal produziu, nos 79 poços em atividade, 1,306 milhão de barris de petróleo por dia e 51 milhões de metros cúbicos de gás natural. A produção do pré-sal em outubro respondeu por 48,6% do total produzido no país.

Já o aproveitamento do gás natural no Brasil no mês de outubro alcançou 97% do volume total produzido. A queima de gás totalizou 3,4 milhões de metros cúbicos por dia, um aumento de 0,5% se comparada ao mês anterior e redução de 8,9% em relação ao mesmo mês em 2016.

Campos produtores

Como em meses anteriores, o campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, segue sendo o de maior produção tanto de petróleo quanto de gás natural. Em média, o campo de Lula produziu 808 mil barris de petróleo por dia e 34,5 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Os campos marítimos produziram 95,2% do petróleo e 79% do gás natural. A produção, segundo a ANP, se deu a partir de 8.054 poços, sendo 737 marítimos e 7.317 terrestres.

Os campos operados pela Petrobras produziram 93,6% do petróleo e gás natural. Estreito, na Bacia Potiguar, teve o maior número de poços produtores: 1.096. Marlim Sul, na Bacia de Campos, foi o campo marítimo com maior número de poços produtores (96).

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212