Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Estados Unidos e Coreia do Sul começam exercício aéreo - Jornal Brasil em Folhas
Estados Unidos e Coreia do Sul começam exercício aéreo


Os Estados Unidos e a Coreia do Sul começaram hoje (4) um exercício aéreo conjunto previsto para durar cinco dias. A manobra – uma das maiores já realizadas pelos dois países – vai utilizar 230 aviões, entre eles, caças F-22 Raptor. A operação foi batizada de Vigilant Ice (vigilante de gelo) e também envolve, segundo comunicado do governo sul coreano, milhares de soldados.

Há menos de uma semana, a Coreia do Norte lançou sobre o mar do Japão um míssil continental balístico considerado o maior até agora, desde sua escalada de testes com mísseis.

No fim de semana, o jornal norte-coreano Rodong falou sobre o exercício militar realizado pelos exércitos americano e sul coreano. É uma provocação aberta, em todos os níveis, contra a Coreia do Norte que poderia resultar em uma guerra nuclear a qualquer momento, afirmou o editorial do jornal.

Com o mesmo tom adotado anteriormente, o texto chama a vizinha Coreia do Sul de marionete dos Estados Unidos. Faria bem recordar que seu exercício militar [dos Estados Unidos] dirigido contra a Coreia do Norte será tão estúpido como um ato que precipita sua autodestruição.

A troca de acusações entre os dois governos continua. Há duas semanas a Coreia do Norte foi incluída na lista dos países que os Estados Unidos classifica como terrorista. A reação da Coreia do Norte veio na quarta-feira passada, quando Pyongyang lançou o míssil no mar do Japão.

Segundo um comunicado emitido na ocasião pelo país, comandado por Kim Jong Un, o míssil lançado semana passada, um Hwasong 15, poderia transportar uma ogiva nuclear e atingir todo o território continental dos Estados Unidos. O Pentágano não confirmou a informação, mas reconheceu que o míssil é o maior já lançado pelo país adversário.

O governo norte-americano pediu novas sanções contra a Coreia do Norte ao Conselho de Segurança das Nações Unidas e interlocutores do governo Donald Trump afirmam que a possibilidade de uma guerra aumenta dia após dia.

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212