Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Goiás acumula 11 meses de queda na criminalidade - Jornal Brasil em Folhas
Goiás acumula 11 meses de queda na criminalidade


indice criminalidade novembro segurança (1)As 12 naturezas criminais tratadas como prioridade pelos gestores de segurança pública estão em queda em Goiás, quando se compara o período de janeiro a novembro deste ano com o mesmo período de 2016. São 11 meses de declínio. Os dados, divulgados nesta segunda-feira (04/12) pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), mostram fortes quedas nos latrocínios (-39,49%), roubos em comércios (-33,49%), roubos de veículos (-25,94%), roubos a transeuntes (-25,49%), roubos em residências (-21,18%) e tentativas de homicídios (-21,31%).

Os homicídios caíram (-13,15%) e os estupros cederam em (-11,27%). Recuaram também os furtos a transeuntes (-20,45%), furtos em comércios (-15,69%), furtos de veículos (-12,43%) e furtos em residência (-2,91%).

O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Ricardo Balestreri, pontua que Goiás é o único estado onde todos os índices de criminalidade caem. “A violência cresce no mundo inteiro, particularmente no Brasil. Mas, em Goiás, estamos fazendo o caminho inverso”, pondera.

Balestreri destaca que os resultados obtidos são fruto de muito trabalho, desenvolvido de modo integrado entre as forças que compõem a segurança pública. “São 11 meses de quedas ininterruptas nos índices de violência”, afirma. “São números que devem ser comemorados e nossas corporações devem ser reconhecidas pelo excelente trabalho que prestam à sociedade”, conclui.

Na capital, roubos em comércio acumulam declínio de 40,8% e de veículos, 33,82%

As principais regiões goianas seguiram a tendência de queda estadual. De acordo com as estatísticas, em Goiânia, todas as naturezas criminais monitoradas pela SSPAP apresentaram índices criminais menores do que o registrado nos 11 meses do ano passado. Nesse período, os homicídios retrocederam na capital em (-10,22%), os estupros (-28,86%) e as tentativas de homicídios (-29,41%). Os latrocínios cederam em (-25%). Na categoria de roubos, o recuo foi geral: em comércio (-40,8%), de veículos (-33,82%), a transeuntes (-27,17%) e em residência (-26,99%). Os furtos de veículos diminuíram (-17,15%), em comércios (-24,35%), em residências (-1,95%) e a transeuntes (-20,12%).

Aparecida de Goiânia têm queda de 46,67% nos latrocínios e de 39,43% nos furtos em comércios

De acordo com as estatísticas, de janeiro a novembro, Aparecida de Goiânia conseguiu redução em 10 das 12 naturezas de ocorrências reativas ante 2016. Os homicídios estão menores (-16,74%), estupros (-18,84%), tentativas de homicídios (-35,06%), latrocínios (-46,67%), roubos a transeuntes (-21,68%), roubo de veículos (-19,45%), roubos em comércios (-18,9%), furtos em comércios (-39,43%), furtos em residências (-5,89%) e furtos a transeuntes (-15,54%). Apenas os roubos em residências e furtos de veículos avançaram, respectivamente, 1,18% e 8,02%.

indice criminalidade novembro segurança (2)Roubos em comércios despencam 61,54% em Anápolis, e estupros declinam 41,94%

Terceiro maior município goiano, Anápolis acumula no ano importantes quedas nos índices criminais. Os homicídios estão (-3,8%) abaixo do registrado no ano passado, enquanto, estupros e tentativas de homicídios declinaram (-41,94%) e (-12,5%), nessa ordem. Os latrocínios baixaram (-14,29%). Já os roubos a transeuntes caíram (-27,58%), roubos de veículos (-24,83%), roubos em comércios (-61,54%) e roubos em residências (-22,03%). Furtos de veículos, em comércios e em residências apresentaram, pela ordem, quedas de (-12,52%), (-11,26%) e (-1,93%). Apenas furtos a transeuntes oscilaram positivamente em 4,32%.

Entorno do Distrito Federal tem forte redução nas 12 naturezas de ocorrências reativas

Os números divulgados pela SSPAP revelam que a região do entorno do Distrito Federal conseguiu manter, em relação ao ano passado, queda nas 12 naturezas de crimes monitoradas pelas forças de segurança pública. Houve queda de (-24,23%) nos homicídios, de (-7,5%) nos estupros e de (-34,62%) nas tentativas de homicídios.

Todas as categorias de roubos e furtos apresentaram quedas significativas. Os roubos a transeuntes recuaram (-24,19%), de veículos (-25,97%), em comércios (-18,6%) e em residências (-17,2%). Já os furtos a transeuntes regrediram (-39,43%), em comércios (-11,12%), em residências (-9,11%) e de veículos (-7,24%).

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212