Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


10 de Dez de 2017 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Selic deve chegar a mínimo histórico nesta quarta-feira - Jornal Brasil em Folhas
Selic deve chegar a mínimo histórico nesta quarta-feira


O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) deve cortar, nesta quarta-feira (6), a taxa básica de juros Selic em meio ponto percentual, a 7%, um mínimo histórico propiciado pela queda da inflação.

As projeções para 2018, contudo, ainda não são unânimes. As incertezas políticas e econômicas diante das eleições podem levar a uma nova alta dos juros.

Segundo a pesquisa Focus, do BC, as expectativas do mercado estão inalteradas há 12 semanas: em sua última reunião do ano, o Copom reduzirá a taxa Selic de 7,5% a 7%, em seu décimo corte seguido.

A Selic, principal ferramenta de combate à inflação, chegaria, assim, ao seu mínimo histórico. O atual, de 7,25%, durou de outubro de 2012 a abril de 2013.

No começo do ciclo de cortes, em outubro de 2016, a Selic estava em 14,25%, em meio à recessão econômica combinada à inflação.

Mas o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) caiu de 10,67% em 2015 para 6,29% em 2016 e 2,70% na evolução de 12 meses até outubro deste ano. Em junho, inclusive, foi registrado um índice negativo pela primeira vez desde 2006.

O mercado espera uma inflação de 3,03% até o fim do ano, quase no piso da meta da BC - cujo centro é de 4,5%, com margem de 1,5 ponto percentual para cima, ou para baixo. Em 2018, deve chegar a 4,02%.

A queda dos preços voltou a estimular o consumo e a retomada lenta da economia brasileira - que cresceu 0,9% nos primeiros nove meses do ano, em comparação com o mesmo período de 2016.

Analistas consultados na pesquisa preveem crescimento do PIB de 0,89% neste ano e de 2,60% em 2018.

- Copa e eleições -

Para 2018, os analistas divergem bastante sobre os rumos da Selic.

O fator incerteza é muito grande, e por isso a dispersão e tão grande, disse à AFP Marcos Melo, professor de Finanças do Ibmec.

Vão pesar sobre a economia muitos fatores: a eleição, as tentativas de aprovação da reforma da Previdência, as condições do mercado internacional e até mesmo a Copa do Mundo na Rússia, explicou.

A tendência é aumentar o consumo se a perspectiva é de ganhar uma Copa do Mundo, porque aumenta o nível de confiança do consumidor, explica.

O presidente Michel Temer e seu ministro de Fazenda, Henrique Meirelles, devem encontrar dificuldade de aprovar o projeto impopular de reforma de Previdência no ano das eleições presidenciais e legislativas.

Outra fonte de incertezas é o resultado das eleições, que ainda não têm rumo claro.

O BC já alertou, no fim de outubro, que via espaço para uma redução moderada da taxa em dezembro, embora queira conservar sua liberdade para fazer um balanço de riscos antes de decidir se dá ou não continuidade ao ciclo.

A primeira reunião do Copom em 2018 está marcada para fevereiro.

 

Últimas Notícias

Certificados de homenagens são entregues em audiência que marca Dia da Consciência Negra
GOIÁS NA FRENTE - Mais 50 municípios assinam convênios
Aécio defende unidade tucana em convenção nacional do PSDB
Conab distribui cestas de alimentos para indígenas no Mato Grosso do Sul
Tocantins receberá R$ 1 milhão para monitoramento da água
Tocantins receberá R$ 1 milhão para monitoramento da água
Ministério anuncia R$ 18 mi para aeroportos do Mato Grosso
Oito municípios são reconhecidos em situação de emergência

MAIS NOTICIAS

 

Estado entrega mais de 100 moradias em Mara Rosa e Cheque Mais Moradia para Amaralina e Bonópolis
 
 
Câmara aprova mais 81 municípios de Minas Gerais e do Espírito Santo na Sudene
 
 
Disputa entre taxistas e motoristas de aplicativos agora vai para a Câmara
 
 
Temer volta a Brasília e deve retomar agenda de trabalho no Planalto
 
 
Ministro da Justiça confirma críticas à segurança do estado do Rio
 
 
Banco Safra pagará US$ 10 milhões por movimentar dinheiro desviado por Maluf

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212