Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chile: Piñera denuncia irregularidades durante votação no primeiro turno - Jornal Brasil em Folhas
Chile: Piñera denuncia irregularidades durante votação no primeiro turno


O ex-presidente chileno Sebastián Piñera, candidato da direita a um novo mandato, denunciou nesta segunda-feira (4) irregularidades nas células de votação que teriam beneficiado os candidatos de esquerda Alejandro Guillier e Beatriz Sánchez no primeiro turno de novembro passado.

Piñera, que em duas semanas enfrentará Guillier no segundo turno, afirmou em uma entrevista à rádio ADN que no primeiro turno a muitas pessoas foi passado um voto que estava marcado a favor de (Alejandro) Guillier ou de Beatriz Sánchez quando estavam prestes a votar.

Presidente do Chile entre 2010 e 2014, e vencedor do primeiro turno com 36,6% dos votos, Piñera excluiu o Serviço Eleitoral da denúncia, sem identificar um culpado concreto. Alguém na mesa marcou o voto antes que o cidadão pudesse expressar sua preferência, explicou.

O governo e a esquerda repudiaram a denúncia de Piñera, a primeira acusação sobre irregularidades em uma votação feita por um candidato durante um processo eleitoral no Chile.

O Chile tem um prestígio internacional por suas eleições corretas e transparentes. Sejamos responsáveis e não desacreditemos nossas instituições democráticas, reagiu a presidente Michelle Bachelet, em sua conta oficial do Twitter.

Não há uma denúncia concreta sobre entrega de votos marcados, afirmou o presidente do Conselho Diretor do Serviço Eleitoral, Patricio Santamaría.

Piñera disputará o segundo turno em 19 de dezembro com Alejandro Guillier, um jornalista que atrai agora o apoio de toda a coalizão de centro-esquerda.

Ontem (domingo) Piñera pedia uma campanha de respeito e hoje faz uma acusação grave contra a democracia e sem fundamento, criticou Guillier em sua conta do Twitter.

Piñera afirmou que no segundo turno, daqui a duas semanas, e que se antecipa muito disputado, os partidos de direita terão representantes na maioria das mesas para evitar irregularidades. É preciso ter olhos atentos, disse o ex-mandatário.

No primeiro turno, ele se queixou de não ter representantes suficientes nos centros de votação.

No Chile, onde o voto é voluntário, mais de 14 milhões de pessoas estão habilitadas a ir às urnas.

 

Últimas Notícias

Temer deixa prédio da Polícia Federal no Rio
Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212