Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Colômbia renovará equipe de paz com ELN em meio à frágil trégua - Jornal Brasil em Folhas
Colômbia renovará equipe de paz com ELN em meio à frágil trégua


O líder das negociações de paz do governo colombiano com o ELN, Juan Camilo Restrepo, entregará seu cargo em janeiro, quando vence a primeira trégua bilateral acertada com esta guerrilha, cada vez mais cética em relação à manutenção de um cessar-fogo.

Sua substituição permitirá a renovação da equipe que está à frente das difíceis negociações em Quito com o Exército de Libertação Nacional (ELN), o último grupo rebelde ativo reconhecido pelo governo, anunciou o presidente Juan Manuel Santos.

Designado em outubro de 2016, Restrepo, 71 anos, entregará o cargo para cuidar de questões particulares.

Considero que meu ciclo à frente da equipe negociadora com o ELN está se encerrando. Estou há um ano e meio nestas negociações, que não são fáceis; mas onde obtivemos progressos, declarou Restrepo à Rádio Caracol.

Vamos renovar a equipe e continuar o processo para ver se podemos manter o cessar-fogo e continuar com esta negociação, declarou Santos.

Nesta segunda-feira, o ELN) alertou, mais uma vez, para que a continuidade do cessar-fogo acertado com o governo está em risco em função de graves fatos ocorridos desde que o acordo entrou em vigor, em 1º de outubro.

Apesar de as duas partes terem conseguido mantê-lo (o cessar-fogo) e levado alívio para as regiões de maior conflito, também foram reportados, durante os dois meses de execução, graves fatos que colocam em risco sua continuidade, denunciam os rebeldes.

De concreto, o ELN denuncia a reticência do governo em avaliar e verificar a responsabilidade da força pública na morte de 9 camponeses em um protesto cocaleiro em Tumaco, na fronteira com o Equador, e na morte de uma jornalista indígena em uma mobilização por terras.

Os rebeldes também consideram violações graves e inadmissíveis ao cessar-fogo dois ataques das forças militares do governo a acampamentos do ELN e denunciam ataques de agentes carcerários em vários centros penitenciários.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro participa no Chile de Cúpula Presidencial Sul-Americana
Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212