Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Reunião para Pacto Mundial sobre Migração começa com crítica à retirada dos EUA - Jornal Brasil em Folhas
Reunião para Pacto Mundial sobre Migração começa com crítica à retirada dos EUA


A última reunião preparatória para concluir um Pacto Mundial sobre Migração e refugiados começou nesta segunda-feira no México, com uma crítica do país anfitrião à decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de abandonar o acordo.

Washington anunciou no sábado sua retirada das discussões para criar em 2018 um acordo mundial para os refugiados e migrantes que pretende melhorar no futuro sua gestão internacional.

O que se perde aqui é uma oportunidade, uma oportunidade de exercer liderança, disse o chanceler mexicano, Luis Videgaray.

Uma oportunidade de trabalhar juntos a favor de um fenômeno que preocupa a todos nós, acrescentou Videgaray ao inaugurar a Reunião Preparatória da ONU do Pacto Mundial para a Migração Segura, Ordenada e Regular, em Puerto Vallarta (Jalisco, oeste).

O objetivo do Pacto é definir normas e boas práticas para atender os fluxos migratórios, acrescentou o chanceler, na companhia de Louise Arbour, representante do secretário-geral da ONU para a Migração.

Em setembro de 2016, os 193 membros da Assembleia Geral da ONU aprovaram por unanimidade um texto denominado Declaração de Nova York para os Refugiados e Migrantes para melhorar no futuro sua gestão internacional, especialmente sobre acolhida e ajuda a quem retorna a seus países.

Sobre a base dessa declaração, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados recebeu o mandato para propor um Pacto Mundial sobre migrantes e refugiados em 2018. Esse acordo deveria se basear em dois pontos: a definição de um marco de respostas para enfrentar o problema e um programa de ação.

No entanto, no último sábado a missão dos EUA na ONU afirmou que a declaração de Nova York abarca muitas disposições que são incompatíveis com as políticas americanas de imigração e refugiados e com os princípios ditados pela administração Trump.

A Reunião Preparatória, que será concluída na terça-feira, convoca mais de 700 delegados de países das Nações Unidas, assim como representantes de organismos internacionais, setor privado, academia e organizações civis.

 

Últimas Notícias

Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores
Viagens domésticas podem chegar a cerca de 3 milhões no feriado
Brasil está bem para resistir a choques, diz Goldfajn para FMI
Boletos vencidos a partir de R$ 100 podem ser pagos em qualquer banco
Juiz decide manter Cabral na cela de isolamento
Justiça decreta prisão de 15 milicianos que agem na zona oeste do Rio
Uma das Sete Maravilhas do Mundo, Cristo Redentor completa 87 anos
Aplicativo vai auxiliar na fiscalização de motoristas e veículos

MAIS NOTICIAS

 

Equipe de transição deve ser definida hoje à tarde, diz Caiado
 
 
ONS vai reforçar ações de segurança energética nas eleições e no Enem
 
 
Inflação medida pelo INPC sobe para 0,30% em setembro
 
 
Universidades particulares terão disciplina sobre primeira infância
 
 
Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro
 
 
Governo anuncia recursos de R$ 600 milhões para o ensino médio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212