Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Feb de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Reunião para Pacto Mundial sobre Migração começa com crítica à retirada dos EUA - Jornal Brasil em Folhas
Reunião para Pacto Mundial sobre Migração começa com crítica à retirada dos EUA


A última reunião preparatória para concluir um Pacto Mundial sobre Migração e refugiados começou nesta segunda-feira no México, com uma crítica do país anfitrião à decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de abandonar o acordo.

Washington anunciou no sábado sua retirada das discussões para criar em 2018 um acordo mundial para os refugiados e migrantes que pretende melhorar no futuro sua gestão internacional.

O que se perde aqui é uma oportunidade, uma oportunidade de exercer liderança, disse o chanceler mexicano, Luis Videgaray.

Uma oportunidade de trabalhar juntos a favor de um fenômeno que preocupa a todos nós, acrescentou Videgaray ao inaugurar a Reunião Preparatória da ONU do Pacto Mundial para a Migração Segura, Ordenada e Regular, em Puerto Vallarta (Jalisco, oeste).

O objetivo do Pacto é definir normas e boas práticas para atender os fluxos migratórios, acrescentou o chanceler, na companhia de Louise Arbour, representante do secretário-geral da ONU para a Migração.

Em setembro de 2016, os 193 membros da Assembleia Geral da ONU aprovaram por unanimidade um texto denominado Declaração de Nova York para os Refugiados e Migrantes para melhorar no futuro sua gestão internacional, especialmente sobre acolhida e ajuda a quem retorna a seus países.

Sobre a base dessa declaração, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados recebeu o mandato para propor um Pacto Mundial sobre migrantes e refugiados em 2018. Esse acordo deveria se basear em dois pontos: a definição de um marco de respostas para enfrentar o problema e um programa de ação.

No entanto, no último sábado a missão dos EUA na ONU afirmou que a declaração de Nova York abarca muitas disposições que são incompatíveis com as políticas americanas de imigração e refugiados e com os princípios ditados pela administração Trump.

A Reunião Preparatória, que será concluída na terça-feira, convoca mais de 700 delegados de países das Nações Unidas, assim como representantes de organismos internacionais, setor privado, academia e organizações civis.

 

Últimas Notícias

Superintendente da Caixa, Marise Fernandes, recebe Título de Cidadã Goiana
Iris Rezende: “Marconi deixou sua marca em todas as áreas administrativas”
Bolsa Universitária: abertas novas inscrições para 10 mil bolsas
Torcidas de Goiás e Vila se mobilizam para a doação de sangue
800 vigilantes penitenciários concluem curso e vão reforçar segurança em presídios
Governo de Goiás entrega mais um colégio de alto padrão no Entorno do DF
Goiás terá 10 mil agentes de saúde formados em técnico em enfermagem
Dois chefs de cozinha representam Goiás na disputa pela maior premiação da gastronomia brasileira

MAIS NOTICIAS

 

Ministro diz que Brasil mantém portas abertas para receber refugiados
 
 
Aprovação da reforma da Previdência é prioridade número um, diz Meirelles
 
 
Conselhos aprovam intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro
 
 
Eunício determina que todas as PECs parem de tramitar no Senado
 
 
Maia anuncia criação de observatório para acompanhar ações de intervenção no RJ
 
 
Marun diz que não há como votar reforma da Previdência durante intervenção

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212