Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Reunião para Pacto Mundial sobre Migração começa com crítica à retirada dos EUA - Jornal Brasil em Folhas
Reunião para Pacto Mundial sobre Migração começa com crítica à retirada dos EUA


A última reunião preparatória para concluir um Pacto Mundial sobre Migração e refugiados começou nesta segunda-feira no México, com uma crítica do país anfitrião à decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de abandonar o acordo.

Washington anunciou no sábado sua retirada das discussões para criar em 2018 um acordo mundial para os refugiados e migrantes que pretende melhorar no futuro sua gestão internacional.

O que se perde aqui é uma oportunidade, uma oportunidade de exercer liderança, disse o chanceler mexicano, Luis Videgaray.

Uma oportunidade de trabalhar juntos a favor de um fenômeno que preocupa a todos nós, acrescentou Videgaray ao inaugurar a Reunião Preparatória da ONU do Pacto Mundial para a Migração Segura, Ordenada e Regular, em Puerto Vallarta (Jalisco, oeste).

O objetivo do Pacto é definir normas e boas práticas para atender os fluxos migratórios, acrescentou o chanceler, na companhia de Louise Arbour, representante do secretário-geral da ONU para a Migração.

Em setembro de 2016, os 193 membros da Assembleia Geral da ONU aprovaram por unanimidade um texto denominado Declaração de Nova York para os Refugiados e Migrantes para melhorar no futuro sua gestão internacional, especialmente sobre acolhida e ajuda a quem retorna a seus países.

Sobre a base dessa declaração, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados recebeu o mandato para propor um Pacto Mundial sobre migrantes e refugiados em 2018. Esse acordo deveria se basear em dois pontos: a definição de um marco de respostas para enfrentar o problema e um programa de ação.

No entanto, no último sábado a missão dos EUA na ONU afirmou que a declaração de Nova York abarca muitas disposições que são incompatíveis com as políticas americanas de imigração e refugiados e com os princípios ditados pela administração Trump.

A Reunião Preparatória, que será concluída na terça-feira, convoca mais de 700 delegados de países das Nações Unidas, assim como representantes de organismos internacionais, setor privado, academia e organizações civis.

 

Últimas Notícias

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep
Estimativa do mercado financeiro para inflação sobe para 4,15%
Maduro diz que aceita colaboração do FBI, mas impõe condições
Disputa entre EUA e Turquia afeta as bolsas asiáticas
Secretário dos EUA discute com brasileiros defesa na América do Sul
Programa Um Olhar sobre o Mundo entrevista o fotógrafo Paulo Vitale
Após explosão em Ipatinga, sindicato quer mais segurança
Morre em São Paulo Cláudio Weber Abramo

MAIS NOTICIAS

 

Convenção do PSDB lança candidaturas de José Eliton, Marconi e Lúcia Vânia
 
 
ANP faz tomada pública sobre preço de etanol nas usinas
 
 
China e União Europeia se unem para apoiar comércio multilateral
 
 
Gabinete de intervenção vai comprar munição para polícia do Rio
 
 
PSDB confirma Alckmin como candidato a presidente da República
 
 
Álvaro Dias é oficializado candidato à Presidência pelo Podemos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212