Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


10 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Finalizadas obras na fachada do Museu da Língua Portuguesa - Jornal Brasil em Folhas
Finalizadas obras na fachada do Museu da Língua Portuguesa


Os trabalhos de restauração serão focados a partir de agora na reconstrução do museu. Mesmo as partes que não foram atingidas pelas chamas serão reformadas. “Esse incidente nos deu a oportunidade de olhar criticamente para os 10 anos de atuação do museu e tentar melhorar algum ponto negativo nesse novo projeto que nós estamos desenvolvendo”, destacou a coordenadora de museus da Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo, Regina Ponte. Segundo ela, está sendo pensados aperfeiçoamentos no fluxo de público dentro da instituição.

O governador Geraldo Alckmin vistoriou as obras. De acordo com ele, o restauro depende de materiais específicos que estão sendo trazidos para a capital. “A cobertura de zinco já está no Porto de Santos, 27 toneladas vindas do Peru. A madeira cumaru da Amazônia, de Santarém [Pará], também toda certificada. E nós teremos até o final do ano que vem a parte do prédio toda pronta e entregue”, disse ao visitar o local.

O museu, no entanto, só deverá voltar a funcionar em 2019.

Estão sendo investidos nos trabalhos um total de R$ 65 milhões, sendo que R$ 29 milhões vêm da indenização do seguro do prédio. Os R$ 36 milhões restantes são investimentos de empresas privadas apor meio de renúncia fiscal da Lei Rouanet e da lei estadual de incentivo à cultura. Os aportes são do grupo EDP, da Rede Globo e do banco Itaú.

Trens

Alckmin aproveitou a visita à estação para entregar dois novos trens para a Linha 7 – Rubi, que liga a capital à Jundiaí. As composições fazem parte de um lote de 65 unidades compradas da Hyundai. Apesar da previsão inicial de que todos os trens já tivessem sido entregues ainda este ano, apenas 28 estão em operação, contando os dois que entraram em funcionamento hoje.

O governador disse que os atrasos ocorrem devido à crise econômica, que debilita as empresas. “A crise afetou não só o governo, mas também as empresas”, enfatizou. “Nós deixamos de arrecadar em três anos e meio R$ 27 bilhões. Deixamos de arrecadar pela crise, pela recessão”, exemplificou para dar dimensão do impacto da crise na economia.

 

Últimas Notícias

Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato
Porto de Santos movimenta 110 milhões de toneladas de carga em 2018
Alimentos da cesta básica estão mais caros em 16 capitais brasileiras
Vendas internas de veículos novos têm melhor resultado desde 2015
BNDES lança programa para atender startups
Mercosul e UE retomam negociação com expectativa de acordo até março
Poupança tem menor captação para meses de novembro em três anos
Toma posse diretoria da nova Agência Reguladora de Mineração

MAIS NOTICIAS

 

Moro reafirma “confiança pessoal” em Onyx
 
 
Após discussão, votação do Escola sem Partido em comissão é suspensa
 
 
Senado aprova projeto que congela distribuição de recursos do FPM
 
 
Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
 
 
Balança comercial tem segundo melhor superávit para meses de novembro
 
 
Enel anuncia R$ 3,1 bi em distribuição de energia em São Paulo

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212