Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Termo de ajustamento de conduta da Telefônica pode ficar para o ano que vem - Jornal Brasil em Folhas
Termo de ajustamento de conduta da Telefônica pode ficar para o ano que vem


O termo de ajustamento de conduta (TAC) da Telefônica pode ser adiado para o segundo semestre do ano que vem, inclusive com a aprovação de novos ajustes, disse hoje (7) o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros. Firmado com a Anatel em outubro do ano passado e aprovado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no fim de setembro, o TAC da Telefônica prevê a substituição das multas por investimentos.

Na ocasião, o tribunal determinou prazo de 30 dias para que a Anatel detalhasse as cidades em que devem ser feitos os investimentos.

Ontem (6), o TCU concedeu, a pedido da agência, prazo de 45 dias para que sejam prestados esclarecimentos detalhados sobre o termo. Na decisão, o TCU ainda prazo de 180 dias para que a Anatel detalhe temas genéricos do termo de ajustamento de conduta.

De acordo com Quadros, o prazo de 180 dias foi pedido para o caso de haver necessidade de modificações no TAC, uma vez que o acordo teria que ser revisto pelas instâncias da Anatel.

“Se houver necessidade de modificações tem que voltar ao Conselho [Diretor]. Se isso acontecer, vai à procuradoria federal especializada, cujo prazo normal é de 60 dias. Os conselheiros têm 120 dias para relatar. Por isso, o prazo. Ainda não há conclusão, o que não significa que o processo não possa ser concluído antes dos seis meses”, acrescentou Quadros.

Pelo acordo, a Telefônica converterá os R$ 2,199 bilhões que tem em multas em investimentos de R$ 4,87 bilhões na rede da própria operadora. Uma das exigências é que a Anatel fixe o município e a região onde deverão ser executadas as melhorias.

A medida deve-se ao fato de o TCU considerar que os investimentos se concentravam excessivamente na Região Sudeste, que já é dotada de expressiva infraestrutura de comunicações em comparação com outras regiões do país.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212