Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chefe do FBI rejeita críticas de Trump - Jornal Brasil em Folhas
Chefe do FBI rejeita críticas de Trump


O diretor do FBI, Christopher Wray, defendeu nesta quinta-feira (7) a sua agência ante as críticas do presidente americano, Donald Trump, destinadas a desacreditar a investigação sobre o suposto conluio entre sua equipe de campanha e a Rússia na eleição de 2016.

Trump criticou a Polícia Federal no Twitter na semana passada, acusando seus agentes de estarem politicamente motivados e chamando o antecessor de Wray, James Comey, de mentiroso.

Sua reputação ficou jogada às traças, é a pior da História, escreveu Trump se referindo ao FBI, ao fim de uma série de mensagens sobre um oficial de alto escalão a quem acusa de apoiar sua rival democrata, Hillary Clinton.

Minha experiência indica que a nossa reputação é realmente boa, disse Wray ante a Comissão Judicial da Câmara baixa.

Os agentes, analistas e a equipe do FBI são gente grande. Entendemos que seremos criticados de todos os lados. Estamos acostumados com isso, afirmou.

Wray foi questionado se a investigação do ano passado sobre o uso por Hillary de material sigiloso em um servidor particular de e-mail e a do procurador especial Robert Mueller sobre um possível conluio foram realizadas por investigadores contrários a Trump.

Wray admitiu a existência de uma polêmica sobre um agente do FBI supostamente pró-Hillary, que foi substituído como chefe dos investigadores na equipe de Mueller, notícia que disparou os diversos tuítes de Trump no fim de semana.

Supostamente o agente Peter Strzok teve um papel-chave na decisão adotada em julho de 2016 - em meio a uma tensa campanha eleitoral - de retirar as acusações contra Hillary.

Mueller afastou Strzok da investigação sobre a interferência da Rússia no meio do ano, depois que se tornou público o seu envio de mensagens de texto pró-Hillary a um colega. Para os republicanos isto mostraria o seu viés político nas duas investigações.

Há todo o tipo de pessoa na equipe de Mueller que é pró-Hillary, disse o congressista republicano Jim Jordan.

Wray se negou a discutir sobre Strzok, afirmando que sua conduta é alvo de uma investigação externa e independente realizada por um inspetor-geral do governo.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro elogia Mandetta e Wagner Rosário, ministros anunciados hoje
Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212