Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Rússia anuncia que Síria está livre do EI; ONG suaviza afirmação - Jornal Brasil em Folhas
Rússia anuncia que Síria está livre do EI; ONG suaviza afirmação


O Exército russo cumpriu com a sua missão na Síria e o território foi completamente libertado do grupo Estado Islâmico (EI), assegurou a Rússia nesta quinta-feira (7), uma afirmação suavizada pelo Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

A missão do Exército russo, que consistia em derrotar o grupo terrorista armado Estado Islâmico, foi cumprida, informou o ministério à imprensa, acrescentando que hoje não há nenhuma localidade nem região da Síria sob o controle do Estado Islâmico.

As forças apoiadas pela Rússia, principal aliado do governo de Damasco, lutavam contra os extremistas na margem ocidental do rio Eufrates, que divide na diagonal a província de Deir Ezzor (leste), enquanto as tropas apoiadas pelos Estados Unidos combatiam o EI na margem oriental.

A Síria está completamente libertada dos combatentes dessa organização terrorista, assegurou o general Sergei Rudskoi, do estado-maior russo. Segundo ele, nos últimos dias a Rússia realizou 250 bombardeios diários na região de Bukamal, a última localidade importante em poder do EI, perto do Iraque.

As forças especiais russas guiaram os ataques aéreos e destruíram os líderes mais abomináveis dos grupos de combatentes por trás das linhas inimigas, disse o general Rudskoi.

As tropas sírias ainda podem encontrar com grupos de sabotadores do EI, acrescentou.

- Bolsões de resistência -

O OSDH suavizou nesta quinta-feira o anúncio russo, lembrando que o EI ainda mantém bolsões de resistência no território sírio.

Sua presença mais importante se situa na margem oriental do Eufrates, onde o grupo continua controlando 8% da província de Deir Ezzor, afirmou o diretor da ONG, Rami Abdel Rahman.

A organização extremista também continua presente no nordeste das províncias de Hama e Homs (centro), e no bairro palestino de Yarmuk, em Damasco. Um grupo aliado do EI conserva posições no sul do país.

Segundo o OSDH, o EI não está mais na margem ocidental do rio. As forças pró-regime dominam a metade ocidental da província (de Deir Ezzor), que vai desde Maadan (noroeste) até a fronteira iraquiana, detalhou a ONG com sede no Reino Unido.

Na quarta-feira, a agência de notícias oficial Sana anunciou conquistas das forças do governo na província.

As tropas do Exército sírio, em coordenação com forças aliadas, tomaram o controle da bacia do Eufrates em Deir Ezzor após eliminar os últimos terroristas do Daesh (acrônimo árabe do EI) no setor, informou.

Essas duas ofensivas, a leste e a oeste do rio, contaram com o apoio da aviação russa.

- Reconstruir a paz -

No âmbito diplomático, na oitava rodada de negociações intersírias que acontecem em Genebra até 14 de dezembro, o enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, advertiu contra qualquer anúncio precoce de vitória contra o EI.

Vencer o Daesh no terreno é uma coisa. Derrotar o Daesh e impedir que renasça sob outro nome e com novas pessoas exige um processo político crível e global, uma Constituição, eleições parlamentares e presidenciais com a supervisão da ONU, declarou em coletiva de imprensa.

A delegação do governo sírio, que se juntará no domingo às conversas em Genebra após tê-las abandonado durante alguns dias, se mostra disposta a aceitar eleições supervisionadas pela ONU, mas se nega a abordar a possibilidade de que Bashar al-Assad abandone o poder.

O Exército russo afirmou, diretamente pelo general Rudskoi, que quer concentrar seus esforços em ajudar o povo sírio a reconstruir a paz.

A Rússia já havia anunciado em 21 de novembro o fim da fase ativa da operação militar na Síria.

Sua intervenção, lançada em 2015, mudou o curso da guerra ao permitir que o Exército tomasse a antiga cidade de Palmira das mãos do EI e expulsasse os rebeldes de seu reduto de Aleppo, no norte do país.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212