Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Presidente da Apex-Brasil mostra otimismo com acordo Mercosul-União Europeia - Jornal Brasil em Folhas
Presidente da Apex-Brasil mostra otimismo com acordo Mercosul-União Europeia


O presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Roberto Jaguaribe, mostrou-se otimista hoje (7) com a possibilidade de o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, negociado há quase 20 anos, ser concretizado.

“Nunca vi compromisso equivalente dos dois lados. Do lado europeu, o compromisso público com o processo de negociação é muito elevado”, disse Jaguafibe, em entrevista na qual foi divulgado o balanço da atuação da Apex este ano. Ele ressaltou, no entanto, que a agência não é protagonista nas negociações. “A Apex passou a ter papel de apoio no processo negociador.

O presidente da Apex também comentou documentos vazados pela organização não governamental (ONG) Greenpeace sobre a negociação de um acordo comercial entre Mercosul e União Europeia. O Greenpeace diz que as atividades previstas aumentarão o desmatamento e que três ecossistemas estão especialmente ameaçados: a Amazônia, o Cerrado e a região do Gran Chaco, que inclui partes da Argentina, Bolívia, Brasil e Paraguai.

Para Jaguaribe, não corresponde à realidade a imagem difundida sobre o tratamento ao meio ambiente no Brasil. “Assim como eu posso montar o painel de desgraças, que o Greenpeace é campeão de montar, eu poderia montar o painel do paraíso. Nenhum dos dois estaria correto”, afirmou. Jaguaribe disse que há um foco nos fatos negativos.

“O Brasil tem compromisso absoluto com a preservação ambiental. Tem metas mais ambiciosas que qualquer outro país contra o aquecimento global e já tem elementos vastamente superiores aos europeus na matriz energética”, enfatizou.

Ao destacar o agronegócio como um setor estratégico para a Apex, Jaguaribe criticou a difusão de informações que, para ele, não representam o cenário amplo. Ele mencionou ainda comentários de pessoas cujas opiniões têm muita repercussão, como a modelo internacional Gisele Bündchen.

“É claro que tem coisas aqui equivocadas, inclusive na área social. Essa questão do trabalho escravo. Existe trabalho degradante? Claro. Mas nós não temos imigrantes ilegais amontoados em silos para colher maçãs [como] na Normandia. É preciso guardar as proporções”, afirmou.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212