Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Presidente da Apex-Brasil mostra otimismo com acordo Mercosul-União Europeia - Jornal Brasil em Folhas
Presidente da Apex-Brasil mostra otimismo com acordo Mercosul-União Europeia


O presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Roberto Jaguaribe, mostrou-se otimista hoje (7) com a possibilidade de o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, negociado há quase 20 anos, ser concretizado.

“Nunca vi compromisso equivalente dos dois lados. Do lado europeu, o compromisso público com o processo de negociação é muito elevado”, disse Jaguafibe, em entrevista na qual foi divulgado o balanço da atuação da Apex este ano. Ele ressaltou, no entanto, que a agência não é protagonista nas negociações. “A Apex passou a ter papel de apoio no processo negociador.

O presidente da Apex também comentou documentos vazados pela organização não governamental (ONG) Greenpeace sobre a negociação de um acordo comercial entre Mercosul e União Europeia. O Greenpeace diz que as atividades previstas aumentarão o desmatamento e que três ecossistemas estão especialmente ameaçados: a Amazônia, o Cerrado e a região do Gran Chaco, que inclui partes da Argentina, Bolívia, Brasil e Paraguai.

Para Jaguaribe, não corresponde à realidade a imagem difundida sobre o tratamento ao meio ambiente no Brasil. “Assim como eu posso montar o painel de desgraças, que o Greenpeace é campeão de montar, eu poderia montar o painel do paraíso. Nenhum dos dois estaria correto”, afirmou. Jaguaribe disse que há um foco nos fatos negativos.

“O Brasil tem compromisso absoluto com a preservação ambiental. Tem metas mais ambiciosas que qualquer outro país contra o aquecimento global e já tem elementos vastamente superiores aos europeus na matriz energética”, enfatizou.

Ao destacar o agronegócio como um setor estratégico para a Apex, Jaguaribe criticou a difusão de informações que, para ele, não representam o cenário amplo. Ele mencionou ainda comentários de pessoas cujas opiniões têm muita repercussão, como a modelo internacional Gisele Bündchen.

“É claro que tem coisas aqui equivocadas, inclusive na área social. Essa questão do trabalho escravo. Existe trabalho degradante? Claro. Mas nós não temos imigrantes ilegais amontoados em silos para colher maçãs [como] na Normandia. É preciso guardar as proporções”, afirmou.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212