Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Busca por submarino é como procurar uma agulha no palheiro - Jornal Brasil em Folhas
Busca por submarino é como procurar uma agulha no palheiro


A frustrada busca do submarino argentino ARA San Juan, perdido há 23 dias no Atlântico Sul, é comparável a procurar uma agulha em um palheiro, afirmou nesta sexta-feira (8) o porta-voz da Marinha, capitão Enrique Balbi.

A embarcação continua perdida e é procurada por navios da Armada (Marinha de guerra) em cooperação com Forças Armadas de outros países.

Para ter uma ideia, é como procurar uma agulha em um palheiro, disse Balbi na coletiva diária sobre o estado da busca.

Três embarcações irão inspecionar três novos objetos detectados com sonares em diferentes profundidades. No total há oito barcos nas operações.

Prevê-se ampliar a zona circular, a área de maior chance de ocorrência, para o norte, que é o que o submarino teria feito em sua navegação direta para Mar del Plata, seu porto, 400 quilômetros ao sul de Buenos Aires. O submarino se perdeu a cerca de 350 quilômetros da costa da Patagônia (sul).

O governo e a Armada já deram como mortos os marinheiros por considerar que a situação é extrema e que o submarino está no fundo do mar.

Mas os familiares continuam pedindo ao presidente Mauricio Macri e aos militares para que não deem como finalizadas as tarefas de um eventual resgate.

Queremos ver os corpos, que os retirem, precisamos fazer o luto, disse Yolanda Mendiola, mãe do tripulante Leandro Fabián Cisneros, de 28 anos, em frente à base naval de Mar del Plata.

O (navio russo) Yantar está inspecionando um objeto a 940 metros. O alerta (argentino) Ilhas Malvinas está tentando visualizar um objeto a 830 metros. E o (americano) Atlantis, quando se reincorporar nesta sexta, analisará outro objeto a 770 metros, disse Balbi.

A busca abarca profundidades entre 200 e 1.000 metros, segundo o porta-voz.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212