Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


10 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Alckmin diz que corte de Orçamento tem o objetivo de segurar empregos - Jornal Brasil em Folhas
Alckmin diz que corte de Orçamento tem o objetivo de segurar empregos


Após decretar cortes de no mínimo 15% em contratos e congelar novas contratações, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou nesta quinta-feira, 7, que o objetivo das medidas é aprimorar a gestão de recursos e assegurar empregos em São Paulo. O decreto foi publicado após a arrecadação do Estado sofrer queda real de 4,5% em 2015.

Nós estamos cortando custeio, evitando aluguel de carro, de prédios, de todo custeio, para preservar o investimento. Investimento é o gasto bom, que segura emprego, afirmou Alckmin em entrevista à Rádio Globo na manhã desta quinta. Todo ajuste fiscal que estamos fazendo é para segurar os empregos em infraestrutura e logística.

Publicado ontem no Diário Oficial, o decreto determina que os órgãos das administrações direta e indireta renegociem todos os contratos com custo maior do que R$ 750 mil. A medida também congela a contratação de imóveis novos para abrigar prédios públicos e veículos para deslocamento dos funcionários públicos.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, a subsecretária de Parcerias e Inovação da Secretaria de Estado de Governo, Karla Bertocco, afirmou que R$ 24 bilhões do Orçamento total do Estado, previsto em R$ 207 bilhões ao todo, são compostos por gastos de custeio que podem ser alvo de manobras para economia de gastos. Segundo afirma, ações de economia permitiram que cerca de R$ 450 milhões fossem poupados em 2015.

O alvo dos cortes são os contratos de consultorias, de serviços de tecnologia e as locações. Cerca de 900 contratos na administração podem sofrer os cortes. A determinação do governador foi que as atividades essenciais, saúde, educação, segurança pública e administração penitenciária, não sofressem cortes. Assim, buscamos um decreto que contasse nas atividades meios do governo, afirmou a subsecretária.

Receitas

Dados da Secretaria de Estado da Fazenda mostram que, da previsão de arrecadação total de R$ 231 bilhões no ano de 2015, o governo do Estado só arrecadou de fato R$ 213 bilhões, o que representa 7,5% menos. Foi a maior queda dos últimos cinco anos. Em 2010, 2011 e 2013, a arrecadação final chegou a ser até superior à projeção inicial.

 

Últimas Notícias

Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato
Porto de Santos movimenta 110 milhões de toneladas de carga em 2018
Alimentos da cesta básica estão mais caros em 16 capitais brasileiras
Vendas internas de veículos novos têm melhor resultado desde 2015
BNDES lança programa para atender startups
Mercosul e UE retomam negociação com expectativa de acordo até março
Poupança tem menor captação para meses de novembro em três anos
Toma posse diretoria da nova Agência Reguladora de Mineração

MAIS NOTICIAS

 

Moro reafirma “confiança pessoal” em Onyx
 
 
Após discussão, votação do Escola sem Partido em comissão é suspensa
 
 
Senado aprova projeto que congela distribuição de recursos do FPM
 
 
Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
 
 
Balança comercial tem segundo melhor superávit para meses de novembro
 
 
Enel anuncia R$ 3,1 bi em distribuição de energia em São Paulo

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212