Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Flamenguistas são presos após confronto com torcedores do Independiente - Jornal Brasil em Folhas
Flamenguistas são presos após confronto com torcedores do Independiente


Quarenta e oito torcedores do Flamengo foram detidos na madrugada de hoje (13) acusados de jogarem fogos de artifício e rojões em direção a hotéis na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, e em Copacabana, na zona sul, onde estão hospedados membros da delegação do time argentino do Independiente.

O Flamengo e o Independiente decidem hoje a Copa Sul-Americana, às 21h45 (horário de Brasília), no Maracanã.

Segundo a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, a confusão começou em frente ao hotel na avenida Abelardo Bueno, na Barra da Tijuca, onde torcedores dos times adversários estavam se provocando, o que gerou grande tumulto. Segundo a PM, rubro-negros jogaram fogos de artifícios e rojões em direção ao hotel, e o Batalhão de Choque foi acionado para conter a desordem.

Ainda de acordo com a polícia, em seguida, torcedores do Flamengo começaram a se concentrar na Avenida Atlântica, próximo a um hotel para onde parte da delegação argentina teria sido deslocada após a confusão. Segundo a PM, fogos de artifício foram lançados contra edifícios ao longo da via e em direção aos agentes. A Guarda Municipal informou que foi necessário usar bombas de gás para conseguir conter o tumulto na Avenida Atlântica.

Na ação, 25 morteiros foram apreendidos, além pedras portuguesas e garrafas de vidro. O caso foi registrado 12ª DP (Copacabana), para onde os acusados foram encaminhados.

Associação de Hotéis

O presidente da Associação de Hotéis do Estado do Rio, Alfredo Lopes, divulgou nota para informar que a entidade está acompanhando a situação com preocupação, pois, para a entidade, a grande movimentação e o comportamento violento das torcidas oferecem risco não somente aos jogadores, mas também aos funcionários dos hotéis e aos demais hóspedes.

“Já fizemos contato com o governador para viabilizar um reforço na segurança, conseguimos aporte da Polícia Militar para a área crítica e estamos prestando todo suporte ao hotel para controlar a situação. O mercado sul-americano é um dos principais emissores de turistas ao Rio de Janeiro, inclusive liderando as reservas entre os turistas internacionais para este verão. É nosso papel garantir que a passagem deles pela cidade seja segura, independentemente dessa rixa entre torcidas”, disse Lopes.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212