Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Senado aprova R$ 1,9 bilhão a estados para compensar desoneração de exportações - Jornal Brasil em Folhas
Senado aprova R$ 1,9 bilhão a estados para compensar desoneração de exportações


Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o objetivo de votar a maior quantidade de projetos possível antes do recesso parlamentar. A intenção do parlamentar é limpar a pauta até a manhã desta quinta-feira (14), já que os deputados e senadores se comprometeram com a votação do Orçamento de 2018 ainda nesta madrugada e, na semana que vem, as discussões devem ficar esvaziadas.

Após aprovarem um calendário especial que permite a tramitação acelerada de projetos, os senadores aprovaram em dois turnos a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 48/2015 que dá mais segurança jurídica aos atos administrativos adotados por Tocantins após a criação do estado. Os parlamentares também concluíram a votação do projeto que libera R$ 1,91 bilhão aos estados e municípios como parte da compensação prevista na Lei Kandir, de 1998.

O objetivo da Lei Kandir é fomentar as exportações brasileiras por meio de auxílio financeiro aos entes federados após a legislação aprovada há quase 20 anos, que desde então não foi regulamentada. De acordo com a Lei Kandir, os estados poderiam conceder renúncia do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) a operações destinadas ao exterior, desde que fossem recompensados pela União.

“A proposição destina-se a repor parte das perdas incorridas pelos Entes Federados em decorrência da renúncia de receitas resultante da imunidade assegurada aos produtos exportados”, escreveu o senador Wellington Fagundes (PR-MT), relator do projeto. Aprovada anteriormente pela Câmara, a matéria segue agora para sanção presidencial. Os repasses, segundo o texto, podem começar a ser feitos a partir deste mês e obedecerão a uma divisão proporcional diferente para cada unidade da Federação.

Supersimples

Os senadores também aprovaram de forma definitiva o projeto que cria o Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, chamado de Supersimples, que permite o refinanciamento das dívidas dos pequenos empresários que aderiram ao chamado Simples Nacional. O programa concederá descontos de juros, multas e encargos com o objetivo de facilitar e parcelar o pagamento dos débitos, desde que 5% do valor total seja pago em espécie, sem desconto, em até cinco parcelas mensais.

O restante da dívida pode ser pago em até 15 anos. Aprovada por unanimidade e aguardando agora sanção presidencial, a proposta prevê que o governo federal estime a renúncia fiscal decorrente da medida e a inclua no Projeto de Lei Orçamentária do ano que vem, aprovado nesta quarta-feira (13) pela Comissão Mista de Orçamento (CMO). Poderão participar do programa, os débitos vencidos até novembro de 2017 e apurados na forma do Simples Nacional, independentemente de terem a sua exigibilidade suspensa, estarem inscritos na dívida ativa ou submetidos a execução fiscal.

O objetivo de Eunício Oliveira, que também é presidente do Congresso Nacional, é votar ainda hoje o Orçamento 2018, aprovado mais cedo pela CMO. O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a reforma da Previdência pode ser votada somente o ano que vem retirou a necessidade dos membros da base governista adiarem a análise da peça orçamentária para a próxima semana com o intuito de obterem quórum para a reforma antes do recesso, que inicia-se no dia 22 de dezembro.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212