Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Famílias pedem a Congresso para investigar submarino argentino desaparecido - Jornal Brasil em Folhas
Famílias pedem a Congresso para investigar submarino argentino desaparecido


Parentes dos tripulantes do submarino argentino ARA San Juan pediram nesta quarta-feira (13) a criação, nas duas Câmaras do Congresso, de uma comissão parlamentar de inquérito para chegar à verdade sobre o ocorrido com o submersível, desaparecido há 27 dias no Atlântico sul.

Viemos apresentar um projeto de lei para formar uma comissão bicameral investigadora, declarou nas portas da Câmara dos Deputados Luis Tagliapietra, pai do oficial Alejandro Damián Tagliapietra, um dos 44 tripulantes do submarino.

Como advogado criminalista, Tagliapietra já tinha se apresentado em nome de cerca de 20 familiares como demandante no caso avaliado pela juíza Marta Yañez de Caleta Olivia (sul).

Queremos que continuem procurando por eles e conhecer toda a verdade sobre o ocorrido, isto é o único que importa, declarou Tagliapietra antes de se reunir com um grupo de deputados encabeçados por Guillermo Carmona, da opositora Frente para a Vitória (FPV).

A comissão dependerá do nível de consenso com os diferentes blocos, disse Carmona, vice-presidente da comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados.

Tagliapietra está convencido de que a Armada (Marinha de guerra) mentiu e ocultou informação desde que divulgou a perda de contato com o submersível, quase dois dias depois da última comunicação em 15 de novembro.

Além disso, teme que se decida interromper a busca da embarcação, da qual não há rastro.

O porta-voz da Armada, o capitão de fragata Enrique Balbi, ratificou nesta quarta-feira em coletiva de imprensa que a operação de busca continua com cinco navios no local, a 450 km da costa.

Não temos data para cessar de colaboração para a busca, nem dos Estados Unidos, nem do Reino Unido, nem da Rússia, disse Balbi, ao confirmar que até o momento todos os indícios foram negativos.

Sobre a suspensão na terça-feira dos altos oficiais da Armada, esclareceu que é temporária e preventiva, enquanto durar a investigação, no âmbito de uma investigação interna da instituição.

Tagliapietra, por sua vez, considerou absurdo tentar estabelecer agora as responsabilidades. É uma cortina de fumaça, afirmou.

As famílias convocaram uma manifestação na Praça de Maio, em Buenos Aires, e em frente à Base Naval de Mar del Plata (400 km ao sul) para a próxima sexta-feira, coincidindo com o primeiro mês do último contato com o submarino, para reivindicar que se continue com a investigação.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212