Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Furtos e roubos de cargas caem quase pela metade no segundo semestre - Jornal Brasil em Folhas
Furtos e roubos de cargas caem quase pela metade no segundo semestre


A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar) registrou quase metade das ocorrências no segundo semestre deste ano, em relação a 2016. De junho a novembro de 2017, foram instaurados 217 procedimentos pela especializada contra os 400 que deram entrada no ano passado.

O aumento do grau de complexidade e da escala das investigações realizadas, as seguidas operações de grande escopo e o foco na repressão a organizações criminosas são considerados fatores determinantes para a diminuição dos casos.

De janeiro a novembro, a diminuição do número de ocorrências registradas de furtos e roubos de cargas também foi significativa: 425 neste ano contra 618 em 2016, uma redução percentual de 32% no comparativo entre os dois períodos.

De acordo com as autoridades policiais que coordenam os cartórios que compõem a especializada, a dedicação dos policiais e o apuro no processo de formação de investigadores especializados na apuração desse tipo de crime, tanto nos aspectos técnicos quanto na dimensão operacional, também são fatores que contribuíram de forma determinante para que se alcançassem os resultados obtidos.

Organização criminosa
A Decar foi uma das delegacias especializadas que mais realizaram prisões ao longo de 2017. Em 21 de novembro, a unidade efetuou sua centésima prisão neste ano ao capturar Bruno de Freitas Gonçalves, membro de uma estruturada organização criminosa especializada no roubo de cargas de gêneros alimentícios.

Por conduzir investigações cujo principal objetivo é desarticular todo o sistema de funcionamento de grupos com alto nível de complexidade, a Decar foi capaz de retirar de circulação quadrilhas que causavam grandes prejuízos. Exemplo das resultantes positivas desse esforço foi dado pela Operação Desvio do Mal.

Concluída no início de maio de 2017, na ação foi desbaratada uma organização criminosa liderada pelo proprietário de uma cerealista, um dono de transportadora e um motorista que causaram prejuízos cujo valor ultrapassa R$ 2 milhões.


 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212