Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Furtos e roubos de cargas caem quase pela metade no segundo semestre - Jornal Brasil em Folhas
Furtos e roubos de cargas caem quase pela metade no segundo semestre


A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar) registrou quase metade das ocorrências no segundo semestre deste ano, em relação a 2016. De junho a novembro de 2017, foram instaurados 217 procedimentos pela especializada contra os 400 que deram entrada no ano passado.

O aumento do grau de complexidade e da escala das investigações realizadas, as seguidas operações de grande escopo e o foco na repressão a organizações criminosas são considerados fatores determinantes para a diminuição dos casos.

De janeiro a novembro, a diminuição do número de ocorrências registradas de furtos e roubos de cargas também foi significativa: 425 neste ano contra 618 em 2016, uma redução percentual de 32% no comparativo entre os dois períodos.

De acordo com as autoridades policiais que coordenam os cartórios que compõem a especializada, a dedicação dos policiais e o apuro no processo de formação de investigadores especializados na apuração desse tipo de crime, tanto nos aspectos técnicos quanto na dimensão operacional, também são fatores que contribuíram de forma determinante para que se alcançassem os resultados obtidos.

Organização criminosa
A Decar foi uma das delegacias especializadas que mais realizaram prisões ao longo de 2017. Em 21 de novembro, a unidade efetuou sua centésima prisão neste ano ao capturar Bruno de Freitas Gonçalves, membro de uma estruturada organização criminosa especializada no roubo de cargas de gêneros alimentícios.

Por conduzir investigações cujo principal objetivo é desarticular todo o sistema de funcionamento de grupos com alto nível de complexidade, a Decar foi capaz de retirar de circulação quadrilhas que causavam grandes prejuízos. Exemplo das resultantes positivas desse esforço foi dado pela Operação Desvio do Mal.

Concluída no início de maio de 2017, na ação foi desbaratada uma organização criminosa liderada pelo proprietário de uma cerealista, um dono de transportadora e um motorista que causaram prejuízos cujo valor ultrapassa R$ 2 milhões.


 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212