Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Airbus, investigada por corrupção, vai mudar diretoria - Jornal Brasil em Folhas
Airbus, investigada por corrupção, vai mudar diretoria


A Airbus anunciou, nesta sexta-feira, um projeto de reestruturar sua direção, mudando dois de seus maiores líderes, enquanto as investigações por supostos casos de corrupção continuam a fragilizar a gigante europeia da aeronáutica.

O grupo afirmou que seu diretor-executivo, o alemão Tomas Enders, não vai renovar seu mandato, que termina em 2019. O número dois da Airbus, o francês Fabrice Brégier, também será substituído, em fevereiro, pelo diretor da Airbus Helicopters, Guillaume Faury.

O conselho de administração decidiu restruturar a direção da empresa para garantir uma sucessão organizada no alto escalão da Airbus, anunciou nesta sexta-feira em um comunicado.

A Airbus é alvo de investigações por autoridades financeiras na França e no Reino Unido por irregularidades em transações.

As investigações foram iniciadas no ano passado depois que a própria Airbus expressou suspeitas de irregularidades.

O grupo é alvo de outras investigações na Áustria e na Alemanha pela venda de aviões de combate Eurofighter ao governo austríaco. Enders está entre as pessoas investigadas no país, apesar de que, segundo autoridades alemãs, há provas escassas de corrupção.

A responsabilidade do conselho de administração é preparar uma sucessão ordenada (...) para garantir a estabilidade a longo prazo e o sucesso futuro da Airbus, comentou o diretor do grupo europeus, Denis Ranque.

Tom Enders tem todo nosso apoio para levar a cabo essa mudança de geração, acrescentou.

- Mudanças na cúpula -

Na reunião do conselho de administração realizada na noite de quinta-feira, Enders, de 59 anos, tinha informado que não desejava um segundo mandato de diretor-executivo e deixará suas funções em abril de 2019.

Nos próximos 16 meses, colaborarei com o conselho de administração para garantir uma transição fluida com o próximo diretor-executivo e uma nova geração de dirigentes. Me concentrarei em nossos desafios comerciais e continuarei fazendo avançar e reforçar nossos programas de ética, acrescentou.

Já Brégier, de 56 anos, vai deixar suas funções à frente da Airbus Commercial Aircraft, o braço de aviação comercial, em fevereiro de 2018, quando Faury assumirá o cargo.

O sucessor de Faury na Airbus Helicopters será decidido nas próximas semanas, indicou o grupo.

Pela tradição da empresa, Brégier - que estava há 25 anos na Airbus - poderia aspirar à sucessão de Enders.

A situação da Airbus é acompanhada de perto por França e Alemanha, ambos acionistas (22% cada) do grupo. A Airbus é uma gigante que emprega 134 mil pessoas e contribui muito para o volume de comércio exterior dos dois países.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212