Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Airbus, investigada por corrupção, vai mudar diretoria - Jornal Brasil em Folhas
Airbus, investigada por corrupção, vai mudar diretoria


A Airbus anunciou, nesta sexta-feira, um projeto de reestruturar sua direção, mudando dois de seus maiores líderes, enquanto as investigações por supostos casos de corrupção continuam a fragilizar a gigante europeia da aeronáutica.

O grupo afirmou que seu diretor-executivo, o alemão Tomas Enders, não vai renovar seu mandato, que termina em 2019. O número dois da Airbus, o francês Fabrice Brégier, também será substituído, em fevereiro, pelo diretor da Airbus Helicopters, Guillaume Faury.

O conselho de administração decidiu restruturar a direção da empresa para garantir uma sucessão organizada no alto escalão da Airbus, anunciou nesta sexta-feira em um comunicado.

A Airbus é alvo de investigações por autoridades financeiras na França e no Reino Unido por irregularidades em transações.

As investigações foram iniciadas no ano passado depois que a própria Airbus expressou suspeitas de irregularidades.

O grupo é alvo de outras investigações na Áustria e na Alemanha pela venda de aviões de combate Eurofighter ao governo austríaco. Enders está entre as pessoas investigadas no país, apesar de que, segundo autoridades alemãs, há provas escassas de corrupção.

A responsabilidade do conselho de administração é preparar uma sucessão ordenada (...) para garantir a estabilidade a longo prazo e o sucesso futuro da Airbus, comentou o diretor do grupo europeus, Denis Ranque.

Tom Enders tem todo nosso apoio para levar a cabo essa mudança de geração, acrescentou.

- Mudanças na cúpula -

Na reunião do conselho de administração realizada na noite de quinta-feira, Enders, de 59 anos, tinha informado que não desejava um segundo mandato de diretor-executivo e deixará suas funções em abril de 2019.

Nos próximos 16 meses, colaborarei com o conselho de administração para garantir uma transição fluida com o próximo diretor-executivo e uma nova geração de dirigentes. Me concentrarei em nossos desafios comerciais e continuarei fazendo avançar e reforçar nossos programas de ética, acrescentou.

Já Brégier, de 56 anos, vai deixar suas funções à frente da Airbus Commercial Aircraft, o braço de aviação comercial, em fevereiro de 2018, quando Faury assumirá o cargo.

O sucessor de Faury na Airbus Helicopters será decidido nas próximas semanas, indicou o grupo.

Pela tradição da empresa, Brégier - que estava há 25 anos na Airbus - poderia aspirar à sucessão de Enders.

A situação da Airbus é acompanhada de perto por França e Alemanha, ambos acionistas (22% cada) do grupo. A Airbus é uma gigante que emprega 134 mil pessoas e contribui muito para o volume de comércio exterior dos dois países.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212