Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Bilionário canadense e a mulher foram mortos por estrangulamento - Jornal Brasil em Folhas
Bilionário canadense e a mulher foram mortos por estrangulamento


O bilionário canadense Barry Sherman, fundador do grupo farmacêutico Apotex, e sua mulher, Honey, morreram por estrangulamento, informou a polícia de Toronto, que investiga os óbitos suspeitos.

De acordo com as necropsias, os dois morreram por estrangulamento na altura do pescoço, informou a polícia em um comunicado que não apresenta mais detalhes.

O departamento de homicídios da polícia de Toronto é responsável pela investigação, afirma um comunicado.

A polícia informou que foi alertada sobre a situação na sexta-feira às 11H44 por uma ligação da residência do casal, em um bairro elegante de Toronto.

No local, os agentes encontraram os corpos de Barry Sherman, 75 anos, e Honey Sherman, 70.

Com base em uma fonte policial, a imprensa citou a hipótese de Sherman ter matado a esposa e depois se enforcado, mas os filhos do casal expressaram sua revolta com esta versão e criticaram os boatos.

Estamos consternados com uma teoria que nem a família, nem os amigos acreditam, afirmaram em um comunicado os filhos de Sherman, que exigiram da polícia uma investigação mais profunda para chegar à verdade sobre as trágicas mortes.

Nossos pais compartilhavam um entusiasmo pela vida e um compromisso com sua família e sua comunidade totalmente incompatível com as versões que circulam sobre as circunstâncias que cercam suas mortes, completa a família.

Segundo a revista Forbes, Barry Sherman estava entre as 20 pessoas mais ricas do Canadá, com uma fortuna calculada em três bilhões de euros.

A Apotex, fundada por Sherman em 1974, se tornou um gigante da indústria farmacêutica com a produção de medicamentos genéricos. A empresa tem 11.000 funcionários em todo o mundo, metade deles no Canadá e os demais em 20 países.

Aparentemente não há sinais de premeditação nas mortes ou de que os Sherman sofressem de depressão.

O casal planejava uma viagem ao estado americano da Flórida para passar as festas de fim de ano com amigos.

A morte do casal provocou um sentimento de pesar na elite política canadense.

O primeiro-ministro Justin Trudeau disse que estava entristecido pela tragédia. No Twitter, ele destacou a visão e o espírito do casal conhecido pelas ações de filantropia.

A senadora canadense Linda Frum, amiga do casal, descartou a ideia de que Barry Sherman poderia ter matado a esposa.

Ele a adorava. Era muito gentil, um bom homem, declarou, de acordo com o jornal The New York Times.

De acordo com a Apotex, os Sherman fizeram doações significativas a universidades e, por meio de sua fundação, contribuíram com quase 38 milhões de dólares na última década, especialmente para pesquisas científicas.

A reitora da Universidade York de Toronto, Rhonda Lenton, homenageou Honey Sherman, que durante muito tempo foi integrante do conselho de administração do centro de ensino.

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212