Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Monarquías europeias se despedem do rei Miguel da Romênia - Jornal Brasil em Folhas
Monarquías europeias se despedem do rei Miguel da Romênia


Vários representantes das famílias reais europeias, entre eles os reis eméritos da Espanha, Juan Carlos I e Sofía, e o príncipe Charles da Inglaterra, assistiram neste sábado na Romênia o funeral do rei Miguel I, falecido na Suíça aos 96 anos.

Também foi prestada uma última homenagem ao monarca na presença de milhares de romenos reunidos na Praça da Revolução em Bucareste.

Os presentes deram as costas simbolicamente ao balcão de onde o ditador comunista Nicolae Ceausescu fez seu último discurso, em dezembro de 1989. Os comunistas obrigaram o rei Miguel a abdicar em 1947.

Miguel I, falecido em 5 d enovembro, será enterrado na Curtea de Arges, no centro do país, onde repousam os reis Fernando I e Carlos II, respectivamente seu avó e seu pai.

Miguel I, que tinha câncer, se retirou em março de 2016 da vida pública e entregou os seus deveres a sua filha mais velha, Margarida, de 68 anos.

Nascido em 25 de outubro de 1921 em Sinaia (120 quilômetros ao norte de Bucareste), reinou em dois períodos: de 1927 a 1930 e de 1940 a 1947.

Em agosto de 1944, quando a Romênia estava ao lado da Alemanha nazista, prendeu o marechal Ion Antonescu, que havia instaurado a ditadura, e colocou o país junto aos Aliados.

Três anos depois, foi obrigado a abdicar e a se exilar devido ao novo regime comunista.

Refugiado no Reino Unido e depois na Suíça, o ex-monarca esperou durante muito tempo para poder voltar a reinar. Com a queda de Ceausescu no fim de 1989, Miguel I tentou em várias ocasiões voltar ao seu país natal, mas obteve uma resposta negativa do novo presidente, Ion Iliescu, ligado aos comunistas.

Em 2002, com os social-democratas no poder, instalou-se em Bucareste, onde levou uma vida discreta. Mas em 2016 voltou à Suíça para tratar seu câncer.

Descendente da dinastia dos Hohenzoller-Sigmarignen, e tataraneto da rainha Victoria da Inglaterra, casou-se com Anne de Bourbon-Parma, falecida em agosto de 2016. O casal teve cinco filhas.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212