Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Índice do Ipea que mede investimentos das empresas sobe 0,1% em outubro - Jornal Brasil em Folhas
Índice do Ipea que mede investimentos das empresas sobe 0,1% em outubro


O indicador de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), divulgado hoje (18) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), subiu 0,1% em outubro na comparação com setembro (com ajuste sazonal) e 5,6% em relação a outubro do ano passado.

O FBCF mede quanto as empresas aumentaram seus bens de capital, ou seja, aqueles que servem para produzir outros bens. De acordo com o Ipea, o dado indica se a capacidade de produção do país está crescendo e também se os empresários estão confiantes no futuro.

Em outubro, o componente construção civil do FBCF subiu 0,2%, mas o consumo de máquinas e equipamentos caiu 2,4%, afetado pela queda forte de importações (-15,6%).

De acordo com o técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea, Leonardo Mello de Carvalho, a melhora no mercado de trabalho e no poder de compra das famílias em relação à inflação, além do barateamento do crédito, contribuem para a economia conseguir entrar em um novo ciclo de expansão e se refletem nos indicadores de investimentos.

Segundo Carvalho, quando o país volta a produzir, mesmo que seja em um ritmo modesto, é obrigado a elevar o seu custo de manutenção, o que também aumenta os investimentos. Embora ainda haja ociosidade grande na capacidade da indústria, já se tem notado uma demanda por investimento para aumentar produtividade.

Indústria

Para a produção industrial de novembro, o Ipea prevê crescimento de 0,3% em relação a outubro e de 4% na comparação interanual. No acumulado até novembro, as projeções são positivas, apontando para alta de 2,1%. “A gente considera que o cenário ainda é de recuperação gradual”, ponderou Carvalho.

Comércio

Já o indicador Ipea de Vendas do Comércio, que funciona como uma prévia da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), projeta aumento de 0,3% das vendas do varejo no conceito restrito, ou seja, sem automóveis e materiais de construção, em novembro ante outubro. No conceito ampliado, que inclui esses dois segmentos, a previsão na mesma comparação é queda de 0,6%. O comportamento do setor automotivo, com acomodação em termo de licenciamentos e emplacamentos, afetou de maneira negativa o resultado, segundo o economista do Ipea.

Na comparação de novembro de 2017 com o mesmo mês do ano passado, os dados do comércio são positivos, segundo o Ipea. As vendas no varejo restrito cresceram 3,5%, e as do varejo ampliado, 4,4%.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212