Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Polícia suspeita de grupo ligado ao Estado Islâmico nos ataques em Jacarta - Jornal Brasil em Folhas
Polícia suspeita de grupo ligado ao Estado Islâmico nos ataques em Jacarta


A polícia indonésia afirmou hoje (14) que uma organização local, com ligações ao grupo extremista Estado Islâmico, é a principal suspeita da autoria dos atentados terroristas em Jacarta.

Existe forte suspeita de que se trata de um grupo indonésio com ligações ao Estado Islâmico, que seguiu o padrão dos atentados de Paris em novembro, disse o porta-voz da polícia, Anton Charliyan.

A organização reivindicou a autoria dos ataques em Paris em novembro, que deixaram 130 mortos.

Charliyan afirmou que o grupo tinha divulgado anteriormente aviso enigmático, sobre um concerto na Indonésia, o que levou a polícia a aumentar a segurança antes das celebrações do Ano Novo.

Em dezembro, a polícia indonésia frustrou uma série de conspirações terroristas, incluindo algumas ligadas ao Estado Islâmico.

Pelo menos sete pessoas morreram em Jacarta nos ataques terroristas, em múltiplas explosões seguidas de tiroteios, sobretudo na zona comercial da capital.

Charliyan explicou que três homens-bomba e mais dois homens armados com pistolas fizeram os ataques, que começaram com uma explosão suicida em um café da cadeia Starbucks, em frente a um centro comercial.

Ao mesmo tempo em que a explosão ocorreu, dois homens armados esperavam fora do café e fizeram dois reféns, um argelino e um holandês. Um cidadão da Holanda foi morto a tiro. Um indonésio que tentou ajudar foi também morto a tiro e o argelino ficou ferido, disse.

Depois de ouvir a explosão, vários agentes deslocaram-se para a área e mataram os autores dos ataques. Em seguida, dois homens, que abandonaram a moto em que se deslocavam, correram para uma área e acionaram o dispositivo de explosão, explicou.

Quatro policiais, que estavam no interior do edifício, ficaram gravemente feridos e encontram-se em estado crítico, disse Charliyan.

Quatro artefatos explosivos foram detonados durante os ataques - um no Starbucks, depois do atentado a bomba, e outros durante um tiroteio entre a polícia e os terroristas.

Existem mais duas bombas, grandes, que eles querem explodir, acreditamos.

De acordo com Jacarta, centenas de indonésios viajaram para a região do Estado Islâmico e dezenas voltaram, o que leva as autoridades a temer um aumento de atentados terroristas no país.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212