Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Governo do Rio começa a pagar agora o décimo terceiro de 2016 dos servidores - Jornal Brasil em Folhas
Governo do Rio começa a pagar agora o décimo terceiro de 2016 dos servidores


O décimo terceiro salário de 2016 e o vencimento de outubro de 2017 dos servidores do estado Rio de Janeiro, que estavam em atraso, começaram a ser pagos hoje (20), mesmo após o encerramento do horário bancário. Os depósitos foram liberados depois de o Executivo fluminense conseguir a derrubada da liminar que havia sido concedida, ontem à noite, pela juíza substituta Maria Gabriela Nuti, a pedido do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Saneamento Básico e Meio Ambiente do Rio, para barrar a venda da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae).

O dinheiro para o pagamento saiu da liberação da primeira parte do empréstimo de R$ 2,9 bilhões do banco francês BNP Paribas ao governo do Estado, que tem como garantia as ações da Cedae. Para cobrir a folha bruta do funcionalismo público desses dois vencimentos pendentes, serão usados R$ 2 bilhões. O restante do valor do empréstimo está previsto para até 60 dias. “Nos dez primeiros dias de janeiro, quero acertar novembro, e também já estou fazendo uma operação em que a gente vai fazer uma captação para pagar o décimo terceiro de 2017 ainda no mês de janeiro. Então, está tudo dentro do nosso cronograma”, disse o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, em entrevista à Agência Brasil.

Liminar

A derrubada da liminar pelo presidente do TRT, Fernando Antônio Zorzenon da Silva, atendeu a um recurso da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) do Rio, sob o argumento de que, desde de outubro, todos os processos contrários à venda da Cedae estariam suspensos por decisão do próprio presidente do tribunal. De acordo com o governo do estado, a decisão do TRT destaca “que a competência para julgar litígios relacionados à alienação da companhia é do Supremo Tribunal Federal (STF), conforme decisão proferida pelo ministro Luiz Fux”.

Para Luiz Fernando Pezão, a liminar que impediu os depósitos nas contas dos servidores até a tarde desta quarta-feira pôs em risco o empréstimo acertado, que teve, ainda, o aval do governo federal. “Um banco estrangeiro vê uma instabilidade jurídica dessa, ele pode cancelar o empréstimo. Então, foi um risco que a gente correu, lamentável, muito triste, mas graças a Deus o presidente do TRT cassou a liminar”, apontou.

Na visão do governador, o governo do estado agiu rápido para resolver o impedimento, mas acrescentou que, antes de conceder a liminar, a juíza deveria ter ouvido o executivo do Rio para saber o que isso representaria para o pagamento dos servidores.

Para o décimo terceiro salário de 2016, o depósito é de R$ 1,231 bilhão líquido, que atenderá a 249.927 servidores ativos, inativos e pensionistas, que até agora não haviam recebido o abono. Já para o salário de outubro de 2017, o valor é de R$ 567,8 milhões líquidos relativos aos vencimentos de 209.917 ativos, inativos e pensionistas.

Réveillon

Ainda na entrevista à Agência Brasil, o governador revelou que se reuniu, esta noite, com a área de segurança do estado para definir o esquema de policiamento das festas de fim de ano, especialmente, do Réveillon. Pezão destacou que, com o calendário de eventos para os próximos meses, entre eles, a Operação Verão e a programação Rio de Janeiro a Janeiro, é preciso acertar também o pagamento do sistema de horas extras aos policiais, por meio do Regime Adicional de Serviço (RAS), que também sofreu atrasos com a falta de recursos do governo. Com o RAS é possível reforçar o número de policiais no patrulhamento.

“Eu tenho que voltar com o RAS para suprir o número de policiais. Estou vendo este número com a [área de] aegurança”, contou, destacando que vai conversar sobre o assunto amanhã com o secretário de estado de Fazenda, Gustavo Barbosa.

Sobre o apoio dos militares nas operações integradas com as forças de segurança do estado, o governador disse que o presidente da República Michel Temer e o ministro da Defesa, Raul Jungmann, já tinham confirmado a permanência das tropas no estado até o fim de 2018. “O presidente Michel Temer falou que, para isso, não faltará orçamento”, concluiu.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212