Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Programa Rio de Janeiro a Janeiro recebe inscrição de 678 projetos - Jornal Brasil em Folhas
Programa Rio de Janeiro a Janeiro recebe inscrição de 678 projetos


O Programa Rio de Janeiro a Janeiro recebeu um total de 678 inscrições de projetos culturais, esportivos e corporativos, que se candidataram a entrar no calendário oficial da iniciativa. Lançado em setembro, o objetivo do programa é viabilizar a realização de um calendário turístico anual com cerca de 100 eventos estratégicos nas áreas de cultura, esporte, turismo e negócios, para incentivar o fluxo de turistas e a criação de empregos, colaborando para a recuperação econômica do estado.

Os dados das inscrições foram divulgados hoje (25) pelo Ministério da Cultura (MinC), que lidera o programa em parceria com as pastas do Desenvolvimento Social, do Turismo e do Esporte, governos do estado e do município, iniciativa privada, empresas estatais e Sistema S.

Cerca de metade dos eventos cadastrados é inédita e a maior parte é cultural, com 81%. Os esportivos somam 13% e os corporativos são 6%. Do total, 63% são propostas para a capital, 32% para o interior e 4% para a região metropolitana.

Segundo o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, o resultado das inscrições superou a expectativa e mostrou que o programa foi reconhecido e valorizado pelo setor de eventos do Rio de Janeiro. “Estou bastante otimista de que vamos conseguir gerar os resultados esperados para o estado e para a população fluminense. Este número também demonstra a força que o setor de eventos, de cultura, de economia criativa e de esporte tem no Rio”.

As inscrições foram feitas no Portal da Fundação Getulio Vargas (FGV) entre os dias 16 de novembro e 15 de dezembro. A FGV passa, agora, a avaliar os eventos “com base no impacto turístico, na atração de investimentos, na geração de emprego e renda, na inclusão social e no potencial de continuidade e expansão”, de acordo com o MinC. Não há um número máximo de eventos para entrar no calendário, que já conta com 93 eventos, e os selecionados serão anunciados no fim de janeiro.

Com a entrada para o calendário oficial Rio de Janeiro a Janeiro, os eventos podem ter o apoio das leis federais de incentivo à cultura e ao esporte e patrocínio de empresas estatais. A previsão é de investimentos de R$ 1 bilhão, somando todos os apoiadores, sendo R$ 150 milhões do governo federal.

A FGV vai medir o impacto cultural, social e econômico dos eventos e divulgará relatórios trimestrais e uma avaliação final. De acordo com a fundação, a expectativa é de que o programa gere um incremento de 20% no fluxo de turistas, com impacto de R$ 6,1 bilhões na economia do estado e a geração de 170 mil empregos.

O primeiro evento oficial do Calendário Rio de Janeiro a Janeiro é o Réveillon, que atrai 2,7 milhões de turistas para a queima de fogos em Copacabana. A ocupação hoteleira para o período já ultrapassa os 80%, chegando a 92% em Copacabana e no Leme.

Edição: Graça Adjuto

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212