Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Riotur eleva para 3 milhões previsão de público no réveillon de Copacabana - Jornal Brasil em Folhas
Riotur eleva para 3 milhões previsão de público no réveillon de Copacabana


A prefeitura do Rio de Janeiro e os órgãos envolvidos no planejamento do Réveillon de Copacabana preveem o maior público da história para a queima de fogos deste ano. Segundo o presidente da Riotur, Marcelo Alves, são esperados 3 milhões de pessoas na orla do bairro, uma expectativa 50% maior que a dos anos anteriores, quando se estimava público em torno de 2 milhões.

Pretendemos entregar o maior e o melhor para que nossa imagem seja a melhor possível para o Brasil e o mundo, disse Alves.

A queima de fogos terá 5 minutos a mais que a do ano passado, chegando a 17 minutos no total. Marcelo Alves informou que cerca de 25 toneladas de fogos de artifícios serão estouradas, com efeitos especiais inéditos na festa. Os fogos serão disparados de 11 balsas, e os shows do palco principal serão transmitidos para o público em 12 telões.

O investimento para realizar o réveillon será de R$ 25 milhões, sendo 82% da iniciativa privada. Nossa captação comercial foi um sucesso. [Réveillon] não é custo, é investimento. Gera para a cidade R$ 2 bilhões na economia, disse o presidente da Riotur.

O custo total inclui um show em homenagem à Orquestra Tabajara, nesta sexta-feira (29), e uma apresentação que reunirá escolas de samba e a Orquestra Petrobras no dia 6 de janeiro. Os dois shows serão realizados no mesmo palco da festa da virada.

A programação para o réveillon inclui shows que começam às 17h e vão até depois das 3h. A atração principal é a cantora Anitta, que se apresentará logo após a queima de fogos. Também estão previstos shows da banda Cidade Negra, do cantor Frejat e da bateria das escolas de samba Portela e Mocidade.

Para Alves, os artistas convidados serão o principal motivo que levará a festa a registrar o maior número de participantes de sua história. A relação de artistas que convidamos, estrategicamente, agrada a todos os gostos, disse o presidente da Riotur. Ele aposta no show de Anitta também para impedir a saída do público da praia logo após a queima de fogos. Anitta acabou de lançar música, é sucesso no Brasil e no mundo. Então, ela está sendo tratada como a nossa atração internacional.

Transporte

A Secretaria Municipal de Transportes e a CET-Rio recomendam que o público use o transporte público para se deslocar até Copacabana. Para ter acesso ao metrô a partir das 19h, será necessário ter um dos cartões especiais vendidos especialmente para o réveillon. Essas passagens devem ser compradas com antecedência e estão sujeitas a esgotar.

Neste ano, a Linha 2 do metrô fará o trajeto Pavuna-Jardim Oceânico a partir das 18h do dia 31, permitindo que os passageiros da zona norte cheguem a Copacabana sem precisar trocar de trens em Botafogo. A alteração valerá até as 7h do dia 1.

Os ônibus e táxis só entrarão em Copacabana até as 22h. Depois disso, será necessário desembarcar nos bairros vizinhos e continuar a pé. As ruas de Copacabana estarão fechadas para carros particulares desde as 19h, inclusive para moradores e motoristas que usam aplicativos como o Uber e o Cabify.

A saída de ônibus após o réveillon será por dois grandes terminais. Passageiros que vão para o centro ou zona norte deverão caminhar até a Enseada de Botafogo, e os que forem para a Rocinha e a Zona Oeste devem se dirigir à Praia de Ipanema. Nesses lugares, haverá ônibus reservados para atender ao público que for assistir à queima de fogos e aos shows.

Como nos anos anteriores, haverá grande restrição de vagas de estacionamento, com o bloqueio de 52 ruas e a supressão de 4 mil vagas. Os carros que estiverem estacionados nos locais restritos serão rebocados.

A Secretaria Municipal de Saúde recomenda a quem for à festa que não deixe de tomar remédios de uso contínuo, não ande descalço e modere o consumo de bebidas alcoólicas, tendo atenção ao descarte de garrafas de vidro. Também é recomendável identificar as crianças e incluir na documentação dos adultos um telefone de contato, para caso de emergências.

Haverá quatro postos de atendimento médico em Copacabana, na altura das ruas Bolívar, Santa Clara e República do Peru, e na Praça do Lido. No último réveillon foram feitos 860 atendimentos e 58 pessoas necessitaram de remoção.

A Guarda Municipal informou que vai escalar 1.032 guardas para o réveillon de Copacabana e usar estruturas do programa Rio+Seguro, como as 54 câmeras instaladas para monitorar o bairro. Além de patrulhar o bairro com apoio de 90 viaturas, a Guarda vai fiscalizar o trânsito, atuando em parceria com a Polícia Militar, que também deve divulgar sua operação especial de segurança nos próximos dias.

Já a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) deve destacar 3,3 mil garis e 74 equipes de fiscalização do lixo zero. No ano passado, 290 toneladas de lixo foram recolhidas de Copacabana após a festa de fim de ano, volume que deve crescer com o aumento do público.

O réveillon do Rio de Janeiro terá ainda festas em nove pontos da cidade. Haverá palcos em Pedra de Guaratiba, Sepetiba, Parque Madureira, Piscinão de Ramos, Paquetá e Flamengo. Na Barra da Tijuca, também haverá queima de fogos patrocinada por hotéis do bairro.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212