Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Atentados reivindicados pelo Estado Islâmico no Afeganistão - Jornal Brasil em Folhas
Atentados reivindicados pelo Estado Islâmico no Afeganistão


Quarenta e uma pessoas morreram e 84 ficaram feridas nesta quinta-feira em um atentado contra a comunidade xiita de Cabul, um ataque reivindicado pelo grupo Estado Islâmico (EI).

O grupo, que chegou em 2015 à região, intensificou sua ação no Afeganistão, especialmente em Cabul, fazendo dessa cidade uma das mais mortíferas para os civis nesse país, segundo a ONU.

A seguir, os principais ataques realizados pelo EI desde seu primeiro atentado em Cabul, em julho de 2016:

2016

- 23 de julho: uma dupla explosão deixou 85 mortos e mais de 400 feridos em Cabul em uma multidão de hazaras, a única etnia xiita do Afeganistão. É o primeiro ataque reivindicado pelo EI na capital afegã.

- 12 de outubro: ataque contra um mausoléu deixa 18 feridos durante a Ashura, uma das principais festas xiitas.

- 21 de novembro: um atentado em uma mesquita xiita mata 27 pessoas e fere 64.

2017

- 8 de março: homens vestidos como médicos atacam o maior hospital militar do país. O ataque deixa oficialmente 50 mortos.

- 12 de abril: cinco mortos quando um homem-bomba se detona perto do ministério da Defesa.

- 3 de maio: ataque contra comboio da Otan perto da embaixada americana deixa oito mortos.

- 15 de junho: atentado em mesquita xiita deixa quatro mortos.

- 25 de agosto: vários homens armados com explosivos e facas invadem em plena oração de sexta uma mesquita xiita, matando 28 pessoas.

- 29 de setembro: um atentado suicida deixa seis mortos diante uma mesquita xiita do centro da cidade, na véspera da Ashura.

- 20 de outubro: atentado contra mesquita xilita do Imã Zaman deixa 56 mortos, surpreendidos durante a oração da tarde. O camicase abriu fogo contra a multidão antes de acionar sua colete de explosivos.

- 31 de outubro: adolescente se explode na zona verde na hora do fechamento dos escritórios, deixando cinco mortos. O provável objetivo era um escritório do ministério da Defesa.

- 7 de novembro: um comando de homens disfarçados de policiais ataca a sede da cadeia Shamshad TV, matando uma pessoa.

- 16 de novembro: dez pessoas morrem quando um camicase se detona no lado de fora de um salão de casamentos onde era realizado um encontro político.

- 25 de dezembro: seis civis morrem em um atentado suicida perto do escritório dos Serviços de Inteligência afegãos (NDS).

- 28 dezembro: 41 pessoas morrem em atentado contra um centro cultural xiita de Cabul.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212