Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Dúvidas sobre eleições hondurenhas permanecem, afirma OEA - Jornal Brasil em Folhas
Dúvidas sobre eleições hondurenhas permanecem, afirma OEA


A OEA advertiu nesta quinta-feira (28) que ainda tem dúvidas sobre quem ganhou as eleições em Honduras, embora a autoridade eleitoral tenha declarado a vitória do presidente Juan Orlando Hernández sobre o opositor Salvador Nasralla.

A estreita margem entre os votos obtidos por uma e outra candidatura, assim como as irregularidades, erros e problemas sistêmicos que cercaram esta eleição não permitiram em seu momento à Missão ter certeza sobre quem foi o ganhador da eleição presidencial, disse a delegação de observadores da OEA.

Ao divulgar seu relatório final, de 34 páginas, a Missão de Observação Eleitoral da Organização de Estados Americanos (MOE/OEA) expôs que observou um processo de baixa qualidade eleitoral e não pôde afirmar que as dúvidas sobre o mesmo estejam hoje esclarecidas.

Em uma nota entregue à missão de Honduras da OEA, o secretário-geral, Luis Almagro, denunciou pressões do governo, motivo pelo qual considerou divulgar em Washington o relatório final das eleições por segurança dos membros da missão.

- Pressões contra a missão -

Se houve pressões sobre a MOE violando sua independência foi por parte de setores vinculados ao governo, tanto que a MOE em algum momento considerou a eventual apresentação do relatório em Washington por razões de segurança, afirmou.

A nota foi entregue em resposta a uma negativa de Honduras a uma solicitação feita pela OEA ao governo de autorizar a entrada de um delegado para conhecer a situação dos protestos e a resposta do Estado às mobilizações.

Acrescentou que a solicitação era parte do esforço para pacificar e deter as mortes (por causa das mobilizações) que já passavam de 32 conforme as denúncias.

Em seu relatório final, a missão questionou a politização do TSE, que declarou Hernández vencedor.

Em uma primeira contagem, o TSE deu uma vantagem de cinco pontos, com 57% dos votos a Nasralla, mas, depois de uma série de interrupções no sistema de cômputo, o resultado foi sendo revertido até que Hernández ficasse com 42,95% contra 41,25% do opositor.

Com base em uma análise realizada por um professor da universidade americana de Georgestown, a OAE assegurou que é estatisticamente improvável a mudança de tendência de voto que aconteceu na recontagem validada pelo TSE.

A missão também classificou de prática ruim a decisão do tribunal eleitoral de declarar a vitória de Hernández por uma situação irregular da Sala Constitucional.

A carta magna hondurenha proíbe a reeleição de um presidente, mas a Sala Constitucional, integrada por cinco magistrados, derrogou a proibição depois de um recurso apresentado por deputados oficialistas.

Almagro, propôs a convocação de novas eleições, enquanto os Estados Unidos reconheceram a declaração de Hernández como presidente reeleito, decisão tomada após o reconhecimento por uma dezena de países.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212