Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Venezuelanos protestam contra falta de pernil no Natal - Jornal Brasil em Folhas
Venezuelanos protestam contra falta de pernil no Natal


Centenas de venezuelanos protestaram em Caracas nesta quarta-feira à noite porque não receberam do governo o pernil, principal prato da ceia de Natal e Ano-Novo no país, uma escassez que o presidente Nicolás Maduro atribuiu a uma sabotagem internacional.

Os protestos aconteceram nos bairros de Antímano e La Vega, zona oeste de Caracas. A Guarda Nacional monitorou as manifestações.

Fotos de avenidas bloqueadas e latas de lixo queimadas foram divulgadas nas redes sociais. Vários internautas ironizaram a situação, que chamaram de revolução do pernil.

Outras manifestações menores foram registradas nos últimos dias em Caracas e outras cidades pela ausência da carne de porco prometida pelo governo para as festas natalinas, através de um sistema de venda a preços subsidiados em áreas populares.

Maduro comentou na quarta-feira a situação em um discurso transmitido por rádio e televisão.

O que aconteceu com o pernil? Nos sabotaram. Posso dizer isso de um país: Portugal, disse Maduro.

Segundo o presidente, seu governo comprou todo o pernil que havia na Venezuela e ordenou a importação de mais peças. Mas perseguiram nossas contas bancárias, perseguiram os dois barcos gigantes que vinham, acrescentou.

Os portugueses se comprometeram, foram assustados pelos gringos e não enviaram os pernis, afirmou Diosdado Cabello, número dois do chavismo, em seu programa no canal estatal VTV.

O governo dos Estados Unidos impôs sanções financeiras contra a Venezuela e proibiu que seus cidadãos e empresas negociem novas dívidas do governo e sua estatal petroleira PDVSA, fonte de 96% das divisas que entram no país. Maduro afirma que isto prejudica as importações.

Os venezuelanos sofrem uma severa escassez de alimentos básicos e medicamentos, além de uma inflação que, segundo o FMI, deve superar 2.300% em 2018.

 

Últimas Notícias

Premiação tem projeto de escola goiana entre os vencedores da etapa regional
Marlúcio Pereira propõe isenção de taxas para templos de cultos religiosos
Brasil tem mais de 2,5 milhões de professores
Polícia Ambiental busca jiboia desaparecida em prédio de Brasília
Justiça de Goiás bloqueia bens de Marconi Perillo e de ex-secretário
Partidos lançam frente de apoio à candidatura de Haddad
Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro
Polícia descobre autora de tratamento estético que matou mulher no Rio

MAIS NOTICIAS

 

Equipe de transição deve ser definida hoje à tarde, diz Caiado
 
 
ONS vai reforçar ações de segurança energética nas eleições e no Enem
 
 
Inflação medida pelo INPC sobe para 0,30% em setembro
 
 
Universidades particulares terão disciplina sobre primeira infância
 
 
Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro
 
 
Governo anuncia recursos de R$ 600 milhões para o ensino médio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212