Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Desemprego na Alemanha fecha 2017 com 5,7%, mínimo recorde - Jornal Brasil em Folhas
Desemprego na Alemanha fecha 2017 com 5,7%, mínimo recorde


O desemprego na Alemanha encerrou 2017 com um índice de 5,7%, um novo mínimo desde a Reunificação de 1990, o que demonstra o dinamismo da primeira economia europeia, sem governo há mais de três meses.

Em dezembro, a taxa de desemprego estagnou em 5,5%, de acordo com dados corrigidos das variações estacionárias, enquanto que durante todo o ano caiu para 5,7%, um novo mínimo desde a Reunificação, anunciou nesta quarta-feira Agência para o Emprego.

No ano passado, o número de desempregados baixou em 158 mil pessoas, atingindo 2,53 milhões de pessoas sem emprego.

Há vários anos, a Alemanha experimenta um declínio de sua taxa de desemprego, enquanto sua situação econômica ganha peso. Em 2013, passou de 6,9% para 6,7% em 2014, para 6,4% em 2015 e para 6,1% em 2016, antes de cair para 6% em 2017.

O mercado de trabalho experimentou um desenvolvimento muito bom em 2017: o número médio de pessoas sem emprego caiu pelo quarto ano consecutivo (...) e a demanda de novos funcionários aumentou novamente em relação ao ano anterior, disse em comunicado Detlef Scheele, chefe da Agência para o Emprego.

Berlim espera um crescimento do PIB alemão de 2% em 2017 e 1,9% em 2018, previsões abaixo das da maioria dos especialistas. O Bundesbank, o banco central alemão, mais otimista, espera um crescimento de 2,3% em 2017 e de 2,5% em 2018.

Para Jorg Zeuner, economista-chefe do banco público KfW, os trabalhadores e pessoas que procuram emprego na Alemanha têm todos os motivos para serem otimistas este ano.

Haverá novos recordes de emprego e um aumento significativo nos salários em 2018, acrescentou.

Timo Klein, analista do IHS Markit, calcula uma taxa de 5,4% até 2018. Mas outros especialistas acreditam no entanto que pode haver uma desaceleração no bom desempenho econômico do país, por causa de seus muitos desafios.

- Desequilíbrios -

O mercado de trabalho alemão está muito desequilibrado, com fortes diferenças em função das regiões e setores.

Enquanto na Baviera ou em Bade-Württemberg podemos falar de pleno emprego, com uma taxa de cerca de 3%, (as cidades-estados) de Berlim e Bremen ainda estão longe, com taxas de 8 ou 10%, explica Zeuner, da KfW.

A evolução demográfica também preocupa. A Alemanha está envelhecendo, e apenas a maior participação de mulheres e idosos no mercado de trabalho, bem como a presença de imigrantes da União Europeia (UE), retarda essa tendência.

A população ativa cresceu no ano passado para 44,3 milhões, a maior na Alemanha desde 1990.

A Alemanha é cada vez mais confrontada com a falta de mão-de-obra qualificada, que é um freio importante para o crescimento, adverte Michael Hüther, diretor do IW Economic Institute.

As pesquisas realizadas pela Federação Alemã de Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK) mostram que 56% das empresas questionadas acreditam que esta falta de especialistas representa um grande risco para suas atividades.

Desde 2015, mais de um milhão e meio de requerentes de asilo chegaram à Alemanha, mas esses recém-chegados, sem dominar a língua e com barreiras socioprofissionais significativas, ainda estão longe de integrar o mercado de trabalho de forma massiva.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212