Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Israel lança programa de expulsão de milhares de migrantes - Jornal Brasil em Folhas
Israel lança programa de expulsão de milhares de migrantes


Israel anunciou nesta quarta-feira (3) o lançamento de um programa destinado a colocar 40.000 migrantes em situação irregular que escolham entre a expulsão do país e a prisão.

No começo de uma reunião de seu gabinete, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu comemorou a execução desse projeto destinado a fazer partir os migrantes que chegam ilegalmente. Eles terão até o final de março para deixar Israel e, caso não o façam, serão presos por um período indeterminado.

Segundo os dados do Ministério do Interior, cerca de 38.000 pessoas são afetadas por este programa, na maioria eritreus e sudaneses. Os que aceitarem partir receberão uma passagem de avião e cerca de 3.000 euros.

O governo israelense reconhece tacitamente que sudaneses e eritreus não podem retornar a seus países no marco deste programa.

O regime eritreu é acusado pela ONU de crimes contra a humanidade generalizados e sistemáticos. O Sudão tampouco é destino seguro para os nacionais que deixaram o país, já que seu presidente, Omar al Bashir, é alvo de ordens de prisão por parte do Tribunal Penal Internacional (TPI) por crimes de guerra, crimes contra a humanidade e genocídio.

Segundo ONGs israelenses que apoiam os migrantes, Israel assinou acordos com terceiros países, neste caso Ruanda e Uganda, que acolherão os migrantes voluntários.

A maior parte desses migrantes entraram em situação ilegal en Israel através do Sinai egípcio a partir de 2007. O fluxo foi diminuindo após a construção de uma cerca elétrica ao longo da fronteira com o Egito.

O programa de expulsão havia sido aprovado originalmente em novembro e a reunião do gabinete nesta quarta-feira marcou a passagem do planejamento à ação, explicou à AFP Adi Drori-Avraham da Organização de Ajuda aos Refugiados e Solicitantes de Refúgio em Israel (ASSAF).

Em novembro, a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) havia expressado sua preocupação, lembrando que Israel tem obrigações legais no que concerne a proteção de refugiados.

 

Últimas Notícias

Veja como é a vida do rei Marcio em seu castelo de areia no Rio
Três anúncios para um crime é favorito no SAG, termômetro do Oscar
Shakira é acusada de sonegação fiscal
Exploradores descobrem a maior caverna inundada do mundo no Caribe mexicano
Veja a trajetória de Lula em dez datas
Turquia lança operação contra milícia curda na Síria, bombardeios matam dez
Tribunal iraquiano condena alemã à morte por pertencer ao EI
SPD alemão aprova princípio de coalizão com Merkel

MAIS NOTICIAS

 

Tantas pontuações já não significam nada, afirma premiado chef francês
 
 
Leonardo DiCaprio protagonizará filme de Tarantino sobre Charles Manson
 
 
DiCaprio vai estrelar filme de Tarantino sobre assassinatos de Charles Manson
 
 
Palestinos buscam dar uma resposta a Trump sobre Jerusalém
 
 
Países e organizações indignados com Trump por declarações racistas
 
 
Oliver Stone assina petição para que Lula possa disputar eleição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212