Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Nasa vai captar imagens dos limites da atmosfera em nova missão espacial - Jornal Brasil em Folhas
Nasa vai captar imagens dos limites da atmosfera em nova missão espacial


Washington, 4 jan (EFE).- A agência espacial dos Estados Unidos (Nasa, na sigla em inglês) inspecionará a região na qual a atmosfera da Terra se encontra com o espaço durante os próximos dois anos para melhorar a compreensão do entorno espacial mais próximo de nosso planeta.

A agência lançará um espectrógrafo de imagens ultravioletas em um satélite geoestacionário para medir as densidades e temperaturas nas últimas camadas da atmosfera, uma região que foi pouco estudada até o momento.

Esta missão é muito importante para poder ter uma imagem mais ampla dessa região, para ser capaz de entender questões que ainda não conseguimos explicar e para colocar em contexto outras descobertas, explicou em uma entrevista coletiva Richard Eastes, pesquisador principal da missão, batizada como GOLD.

A missão, cujo lançamento está programado para o próximo dia 25 na Guiana Francesa, será a segunda com o objetivo de compreender melhor esta região do espaço nas últimas semanas.

A Nasa lançou uma missão complementar a essa no dia 8 de dezembro, quando enviou ao espaço o satélite ICON para entender como a atmosfera da Terra interage com o espaço próximo e sua influência na confiabilidade dos sinais de comunicação.

A missão GOLD, por sua vez, captará imagens e fará medições de uma altitude superior, que serão utilizadas, junto com modelos avançados da termosfera e da ionosfera, para revolucionar a compreensão do entorno espacial, segundo Eastes, do Instituto Espacial da Flórida.

Outra cientista encarregada da missão GOLD, Sarah Jones, do Goddard Space Flight Center da Nasa, comparou o estudo dos furacões com a interconexão entre estas duas missões espaciais.

Para estudar furacões, devemos usar um satélite meteorológico para rastrear como o ciclone está se movimentando através do oceano, mas para obter informações mais detalhadas, é necessário voar com um avião através da tempestade, disse Sarah.

A missão GOLD seria o mesmo que o satélite meteorológico, enquanto o satélite ICON seria o avião, acrescentou a especialista.

O limite entre a atmosfera terrestre e o espaço exterior é uma região historicamente difícil de ser observada e pouca compreendida, que responde tanto à atmosfera inferior em sua parte mais baixa, como ao caos do clima espacial na parte de cima.

Nesse sentido, o diretor-associado da divisão de Ciência de Heliofísica no Goddard Space Flight Center da Nasa, Alex Young, indicou que a possibilidade de fazer duas missões de maneira simultânea, partindo de diferentes enfoques, para conhecer melhor os limites da atmosfera é emocionante.

Esta é a melhor maneira de estudar heliofísica: com uma visão remota de alta qualidade e com um aparelho voando no meio, enfatizou Young.

Determinar como as tempestades geomagnéticas alteram a temperatura e a composição da termosfera da Terra e analisar a resposta em escala global dessa camada da atmosfera às variações solares são dois dos maiores objetivos desta missão.

Além disso, os cientistas pretendem investigar a importância das ondas atmosféricas e das marés que se propagam da Terra sobre a estrutura da temperatura da termosfera.

No passado, acreditava-se que esta região era afetada principalmente pelo Sol, mas, nos últimos dez anos, surgiram evidências que indicam que o que acontece embaixo tem muita relevância também, relatou Jones durante a entrevista coletiva.

Segundo explicaram os especialistas, a missão GOLD consiste em um instrumento do tamanho aproximado de uma pequena geladeira que voará a bordo de um satélite comercial de comunicações, o SES-14, convertendo-se assim na primeira missão científica da Nasa a fazer isto desta forma. EFE

 

Últimas Notícias

Marlúcio antecipa voto e diz que é contra reajuste da tarifa de ônibus
Revolta com Woody Allen cresce à medida que filha reafirma abuso
Ellen Pompeo assina mais duas temporadas de Greys Anatomy por US$ 20 mi ao ano
Brigitte Bardot critica atrizes que provocam para conseguir papel
Filha de Woody Allen reafirma ter sido abusada pelo cineasta em entrevista
Após acusações de filha de Woody Allen, Hollywood se afasta do diretor
Após 950 anos, França irá emprestar Tapeçaria de Bayeux ao Reino Unido
Veja como é o teste que Trump fez para detectar distúrbios cognitivos

MAIS NOTICIAS

 

Tantas pontuações já não significam nada, afirma premiado chef francês
 
 
Leonardo DiCaprio protagonizará filme de Tarantino sobre Charles Manson
 
 
DiCaprio vai estrelar filme de Tarantino sobre assassinatos de Charles Manson
 
 
Palestinos buscam dar uma resposta a Trump sobre Jerusalém
 
 
Países e organizações indignados com Trump por declarações racistas
 
 
Oliver Stone assina petição para que Lula possa disputar eleição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212