Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Jun de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Estados Unidos criam menos vagas, mas desemprego continua baixo - Jornal Brasil em Folhas
Estados Unidos criam menos vagas, mas desemprego continua baixo


A economia dos Estados Unidos teve uma geração de empregos decepcionante, apesar das boas contratações na indústria e na construção, segundo dados oficiais desta sexta-feira (5).

Com o país perto do pleno emprego, a taxa de desemprego se manteve em 4,1% - a mais baixa de 17 anos.

As empresas incorporaram 148 mil novos funcionários em dezembro. Economistas estimavam 200 mil novos empregos.

O otimismo tinha sido alimentado na quinta-feira, quando a empresa ADP informou que o setor privado criou 250 mil novas vagas.

A revisão dos dados de outubro e novembro também reduziram 9 mil empregos. Assim, o último trimestre de 2017 ficou mais decepcionante.

A média de empregos criados nos últimos três meses do ano foi de 204 mil, segundo o Departamento de Trabalho.

O menor crescimento poderia ser atribuído à aproximação do pleno emprego - que torna mais difícil encontrar mão de obra qualificada, um sentimento que se espalha em várias empresas.

Várias companhias relataram que os salários deveriam subir para conseguir novos funcionários, e isso refletiu o aumento do salário médio por hora de trabalho a 26,63 dólares - ante 36,54 de novembro. Em dezembro de 2016, essa remuneração era de 25,95 dólares.

A alta salarial é de 2,5% ao longo do ano, levemente acima da inflação.

- Volatilidade -

Os analistas cujas previsões estavam erradas atribuíram a geração mais baixa de empregos à volatilidade das estimativas.

Os mercados pareceram não se abalar pelos resultados, revelados junto com o anúncio de que o déficit comercial de novembro foi o mais alto em cinco anos. Wall Street alcançou novos recordes.

Jim OSullivan, da High Frequence Economics, que calculou que 210 mil empregos seriam criados no mês passado, relativizou: O erro não foi muito grande dada a volatilidade normal, e não há sinais de que a tendência geral se tenha enfraquecido.

Ele alertou que o número médio de empregos criados mensalmente foi de 171 mil e a taxa de desemprego caiu 0,6 ponto percentual.

 

Últimas Notícias

Desaprovação a Bolsonaro sobe a 64%. Pior situação é a de Alckmin
PT lança pré-candidatura de Kátia Maria ao Governo de Goiás
Copa chega ao 10º dia com jogo da Alemanha; acompanhe
Trump ameaça sobretaxar carros europeus em 20%
Inadimplência em condomínios abre espaço para venda das dívidas
Dólar sobe mesmo com atuação do BC; Bovespa fecha em alta
Tesouro Direto registra décimo mês seguido de saques
BC anuncia mais injeção de dólares no mercado de câmbio

MAIS NOTICIAS

 

Copa chega ao 10º dia com jogo da Alemanha; acompanhe
 
 
Trump ameaça sobretaxar carros europeus em 20%
 
 
Inadimplência em condomínios abre espaço para venda das dívidas
 
 
Tesouro Direto registra décimo mês seguido de saques
 
 
BC anuncia mais injeção de dólares no mercado de câmbio
 
 
Cade aprova venda de 80% do Walmart Brasil para fundo americano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212