Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 EUA sanciona quatro funcionários venezuelanos por corrupção ou repressão - Jornal Brasil em Folhas
EUA sanciona quatro funcionários venezuelanos por corrupção ou repressão


O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos sancionou nesta sexta-feira (5) por corrupção ou responsabilidade em atos de repressão quatro funcionários venezuelanos de alto escalão, incluindo o governador do estado de Aragua, Rodolfo Marco Torres, e o ministro da Nova Fronteira de Paz, Gerardo Izquierdo Torres.

As sanções anunciadas nesta sexta também afetam o general de divisão reformado Francisco Rangel Gómez, ex-governador do estado de Bolívar, e o general da Guarda Nacional Bolivariana Fabio Zavarse Pabón.

Os quatro funcionários são ou foram integrantes das Forças Armadas: Rodolfo Marco Torres é general de divisão reformado, e Gerardo Izquierdo Torres é general do Exército na ativa.

Em nota oficial, o Tesouro informou que os quatro esqueceram a missão profissional republicana das instituições militares da Venezuela, de acordo com a Constituição aprovada por esse país em 1999.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, assinalou que as sanções mostram a determinação dos Estados Unidos de responsabilizar (o presidente Nicolás) Maduro e outros, envolvidos com corrupção.

No caso de Zavarse Pabón, entre as razões para sua inclusão no pacote de sanções mencionam sua suposta responsabilidade por atos de repressão por membros da Guarda Nacional Bolivariana contra protestos na Venezuela.

Como resultado das sanções, todos os eventuais ativos destes quatro funcionários nos EUA serão congelados, e ficarão proibidos de ter relações comerciais com cidadãos americanos.

Os Estados Unidos consideram a Venezuela um narco Estado que ameaça a segurança internacional e, por isso, impuseram sanções nos últimos meses contra o presidente venezuelano e grande parte de seus funcionários mais próximos.

Washington também proibiu que cidadãos americanos negociem a dívida com o governo venezuelano e a petroleira Pdvsa.

Em novembro, Washington sancionou outros 10 funcionários por sua suposta responsabilidade em irregularidades eleitorais.

Se membros do regime de Maduro desejam a retirada das sanções do governo dos Estados Unidos, devem agir para restaurar a democracia e a ordem constitucional na Venezuela, indicou o Departamento de Estado.

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212