Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Entorno de Trump questiona sua capacidade de governar - Jornal Brasil em Folhas
Entorno de Trump questiona sua capacidade de governar


Quase todas as pessoas que convivem com Donald Trump questionam sua capacidade para governar, afirmou Michael Wolff, autor do controverso livro sobre o presidente dos Estados Unidos e seu primeiro ano na Casa Branca.

O livro Fire and Fury: Inside the Trump White House (Fogo e fúria na Casa Branca de Trump, em tradução livre) será lançado nesta sexta-feira e mostra o presidente como um homem absolutamente incapaz de impor ordem em seu governo.

Wolff afirmou nesta sexta-feira, em entrevistas sobre o trabalho, que 100% de quem o cerca questiona se Trump realmente tem condições para conduzir os rumos da Casa Branca.

Todos o descreveram da mesma maneira; dizem que é como um menino, ou seja, que precisa de gratificação imediata, e tudo gira em torno dele, indicou o autor à NBC.

Dizem que é um imbecil, um idiota, acrescentou o escritor, que garante ter entrevistado quase 200 fontes que convivem de perto com o presidente todos os dias.

É preciso levar em conta que é um homem que não lê, que não escuta, acrescentou.

Contudo, nesta sexta-feira o secretário de Estado, Rex Tillerson, afirmou que nunca questionou a capacidade mental do presidente. Não tenho motivos para fazê-lo.

Nesta sexta também ficou-se sabendo que no começo de dezembro vários legisladores tiveram uma reunião a portas fechadas no Capitólio com a psiquiatra Bandy Lee para discutir exatamente o estado do presidente.

- Entrevistas -

Wolff afirmou ter falado por três horas com o magnata antes e depois de sua eleição para poder escrever o livro.

Falei com o presidente, claro. Se ele se deu conta de que era uma entrevista ou não, não sei, mas não estava em off (algo a ser mantido em sigilo), acrescentou.

Nesta quinta-feira, Trump atacou com violência a publicação e, em seu Twitter, garantiu que nunca falou para um livro e que sequer autorizou que Wolff tivesse acesso livre à Casa Branca.

Wolff respondeu sem titubear: Minha credibilidade está sendo questionada pelo homem com menos credibilidade que já pisou neste mundo.

O lançamento de Fire and Fury: Inside the Trump White House, originalmente programado para a próxima terça-feira, foi antecipado e chega às livrarias nesta sexta.

- Ajuda para vender o livro -

Na quinta, um advogado de Trump enviou uma carta de 11 páginas ao editor do livro, solicitando a suspensão da publicação e distribuição da obra.

Na carta, os advogados do presidente afirmam que o senhor Trump exige que seja interrompida e evitem qualquer publicação, divulgação, ou distribuição do livro e, além disso, pede que os responsáveis publiquem uma retratação plena e completa, bem como um pedido de desculpas.

Por favor, também envie imediatamente uma cópia eletrônica do livro (...) e via mensageiro uma cópia do livro físico a este escritório para que possamos avaliar adequadamente as declarações contidas, acrescentaram os advogados do presidente ao editor.

No entanto, pouco mais tarde a editora anunciou a decisão de adiantar o lançamento do livro devido a uma demanda sem precedentes.

Desde quarta, quando foram divulgados trechos de seu conteúdo, o livro lidera todas as listas de compra antecipada.

A obra, que desde a véspera circula por redações de Washington, mostra a Casa Branca submersa em um caos constante e generalizado na disputa por poder, e um Trump incapaz de criar ordem.

Sobre a carta do advogado de Trump, Wolff comentou que esta sexta-feira que queria saber para onde envio uns chocolates. Porque só está me ajudando a vender meu livro, além de provar o ponto central dele.

Na opinião do autor, é extraordinário que o presidente dos Estados Unidos tente impedir a publicação de um livro. Isso não pode acontecer. Não aconteceu com outros presidentes, alertou.

 

Últimas Notícias

Marlúcio antecipa voto e diz que é contra reajuste da tarifa de ônibus
Revolta com Woody Allen cresce à medida que filha reafirma abuso
Ellen Pompeo assina mais duas temporadas de Greys Anatomy por US$ 20 mi ao ano
Brigitte Bardot critica atrizes que provocam para conseguir papel
Filha de Woody Allen reafirma ter sido abusada pelo cineasta em entrevista
Após acusações de filha de Woody Allen, Hollywood se afasta do diretor
Após 950 anos, França irá emprestar Tapeçaria de Bayeux ao Reino Unido
Veja como é o teste que Trump fez para detectar distúrbios cognitivos

MAIS NOTICIAS

 

Tantas pontuações já não significam nada, afirma premiado chef francês
 
 
Leonardo DiCaprio protagonizará filme de Tarantino sobre Charles Manson
 
 
DiCaprio vai estrelar filme de Tarantino sobre assassinatos de Charles Manson
 
 
Palestinos buscam dar uma resposta a Trump sobre Jerusalém
 
 
Países e organizações indignados com Trump por declarações racistas
 
 
Oliver Stone assina petição para que Lula possa disputar eleição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 4018-8212