Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Bruxelas pede aumento de contribuição ao orçamento da UE após o Brexit - Jornal Brasil em Folhas
Bruxelas pede aumento de contribuição ao orçamento da UE após o Brexit


A Comissão Europeia pediu, nesta segunda-feira (8), para as capitais do bloco darem uma contribuição maior no primeiro orçamento comunitário sem o Reino Unido, para cumprir novos desafios como a política de defesa, mas alertou para cortes expressivos em alguns programas.

Alguns sacrifícios terão que ser feitos. Haverá cortes em alguns programas importantes e eles serão impressionantes, alertou o comissário europeu de Orçamento, o alemão Günther Oettinger, em uma conferência organizada por um grupo de especialistas em Bruxelas.

O Reino Unido vai deixar seus 27 sócios europeus no fim de março de 2019 e, com sua saída, também serão perdidos de 12 bilhões a 13 bilhões de euros anuais da contribuição do país ao orçamento europeu, lembrou Oettinger.

Para preencher o vácuo deixado pelo Brexit, a Comissão estuda como financiar o próximo Marco Financeiro Plurianual (MFP) para o período 2021-2027 - uma espécie de orçamento comunitário que fixa as grandes prioridades políticas e o gasto máximo anual.

Além dos cortes, que não devem afetar o programa de intercâmbio de estudantes Erasmus+, nem o de pesquisa e inovação Horizonte 2020, os países europeus deveriam aumentar sua contribuição anual do 1% de seu PIB a 1,1%, segundo o comissário.

Nossa proposta orçamentária é economizar até 50% na perspectiva atual e somar até 50% de novos fundos, acrescentou o responsável da Comissão Europeia, que deve publicar suas propostas em maio.

O atual MFP de sete anos vence em 31 de dezembro de 2020.

O presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, se opôs a cortes sanguentos nas políticas de coesão, que destinam fundos para o desenvolvimento de regiões menos ricas da UE, bem como a Política Agrária Comum (PAC). Os dois programas representam dois terços do orçamento anual do bloco.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212