Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Condenado à morte por júri com membro racista pode ser julgado de novo - Jornal Brasil em Folhas
Condenado à morte por júri com membro racista pode ser julgado de novo


A Corte Suprema dos Estados Unidos abriu caminho nesta segunda-feira (8) para o novo julgamento de um homem negro condenado à morte por assassinato por um júri composto por um integrante que fez comentários racistas.

No final de setembro, o máximo tribunal suspendeu a execução de Keith Tharpe na prisão no estado da Geórgia (sudeste).

Declarado culpado do assassinato de sua cunhada em 1990, Tharpe foi condenado à morte por um júri do qual fazia parte um homem que disse se questionar se os negros têm alma.

Depois de estudar a Bíblia, cheguei a me perguntar se os negros tinham alma, disse o jurado, um homem branco chamado Barney Gattie, anos depois do veredicto.

Essas declarações representam uma forte presunção de que o veredicto de pena de morte foi influenciado pela raça do senhor Tharpe, manifestou-se nesta segunda-feira a Corte Suprema, remetendo o caso a um tribunal inferior.

Para Brian Kammer, advogado do condenado, a mais alta corte americana considerou a clara presença de um viés racista em um dos jurados.

Três juízes conservadores da alta corte, Clarence Thomas, Samuel Alito e Neil Gorsuch, manifestaram seu desacordo com a decisão.

Até agora, os advogados do prisioneiro haviam fracassado em sua tentativa de provar que o racismo teve um papel crucial na condenação de Tharpe.

Em vários casos emblemáticos nos últimos anos, a Suprema Corte dos Estados Unidos estabeleceu que os preconceitos racistas não têm espaço no sistema de justiça americano.

O máximo tribunal suspendeu em fevereiro a execução de um texano que tinha sido apresentado em seu julgamento como potencialmente mais perigoso porque era negro.

Os juízes de Washington também decidiram em maio de 2016 a favor de um homem negro sentenciado à morte por um juri de 12 brancos selecionados sob critérios racistas.

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212