Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Condenado à morte por júri com membro racista pode ser julgado de novo - Jornal Brasil em Folhas
Condenado à morte por júri com membro racista pode ser julgado de novo


A Corte Suprema dos Estados Unidos abriu caminho nesta segunda-feira (8) para o novo julgamento de um homem negro condenado à morte por assassinato por um júri composto por um integrante que fez comentários racistas.

No final de setembro, o máximo tribunal suspendeu a execução de Keith Tharpe na prisão no estado da Geórgia (sudeste).

Declarado culpado do assassinato de sua cunhada em 1990, Tharpe foi condenado à morte por um júri do qual fazia parte um homem que disse se questionar se os negros têm alma.

Depois de estudar a Bíblia, cheguei a me perguntar se os negros tinham alma, disse o jurado, um homem branco chamado Barney Gattie, anos depois do veredicto.

Essas declarações representam uma forte presunção de que o veredicto de pena de morte foi influenciado pela raça do senhor Tharpe, manifestou-se nesta segunda-feira a Corte Suprema, remetendo o caso a um tribunal inferior.

Para Brian Kammer, advogado do condenado, a mais alta corte americana considerou a clara presença de um viés racista em um dos jurados.

Três juízes conservadores da alta corte, Clarence Thomas, Samuel Alito e Neil Gorsuch, manifestaram seu desacordo com a decisão.

Até agora, os advogados do prisioneiro haviam fracassado em sua tentativa de provar que o racismo teve um papel crucial na condenação de Tharpe.

Em vários casos emblemáticos nos últimos anos, a Suprema Corte dos Estados Unidos estabeleceu que os preconceitos racistas não têm espaço no sistema de justiça americano.

O máximo tribunal suspendeu em fevereiro a execução de um texano que tinha sido apresentado em seu julgamento como potencialmente mais perigoso porque era negro.

Os juízes de Washington também decidiram em maio de 2016 a favor de um homem negro sentenciado à morte por um juri de 12 brancos selecionados sob critérios racistas.

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE