Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Intel afirma que falhas de segurança foram contidas - Jornal Brasil em Folhas
Intel afirma que falhas de segurança foram contidas


O diretor executivo da Intel, Brian Krzanich, afirmou nesta segunda-feira que as consequências das falhas de segurança que afetam a indústria dos microchips foram contidas graças à colaboração com as empresas tecnológicas.

Krzanich voltou a repetir que desconhece que dados tenham sido hackeados através do Meltdown e do Spectre, duas grandes falhas de segurança que deixaram vulneráveis quase todos os microcomputadores.

Trabalhamos sem descanso para garantir que isso fique assim, explicou durante uma apresentação na feira CES, a maior do mundo sobre eletrônica realizada em Las Vegas (oeste dos Estados Unidos).

Através dessas falhas, um hacker experiente pode ler informações sensíveis armazenadas em um computador, um servidor ou um telefone celular .

A Intel revelou a falha na semana passada, assim como seus concorrentes AMD e ARM e gigantes tecnológicos como Amazon, Apple e Google.

Todos anunciaram ter colaborado para difundir mecanismos para corregir a segurança a fim de limitar os riscos de da ação de hacker.

A segurança é nosso principal trabalho na Intel e em toda a indústria. Nossa principal preocupação em nossas discussões é garantir a segurança dos dados de nossos clientes, insistiu.

Na quarta-feira passada, Intel confirmou que uma falha em um de seus chips poderia permitir o acesso de hackers a dados armazenados nos sistemas dos computadores mais modernos, mas garantiu que o risco era mínimo.

As falhas foram confirmadas pela Equipe de Resposta a Emergências Informáticas nos Estados Unidos (CERT), que destacou não ter conhecimento de qualquer tentativa de invasão aproveitando os problemas, denominados Spectre e Meltdown e descobertos pelo Google.

Intel e suas concorrentes ARM e AMD, assim como outras empresas de tecnologia como Microsoft, Amazon e Mozilla, lançaram atualizações de segurança para paliar o problema.

A preocupação é que um grande número de dispositivos eletrônicos e informáticos fabricados nos últimos anos, em todo o mundo, estejam equipados com estes chips.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212